Meta arrisca multa de 2,8 biliões de euros por espiar utilizadores do Facebook

Meta arrisca multa de 2,8 biliões de euros por espiar utilizadores do Facebook

16 Janeiro, 2022 0 Por Joel Pinto

Ainda agora foi fundado, e a Meta já tem um problema bicudo em mãos para resolver, é que o gigante das redes sociais está agora a enfrentar uma nova acção legal por parte do Reino Unido, e desta vez o assunto envolve muito dinheiro.

Um grupo de especialistas, que é liderado por Liza Lovdahl Gormsen, está a reivindicar nada menos do que o equivalente a 2,8 biliões de euros, da empresa mãe do Facebook. O motivo? A rede social está implicada pelas suas práticas de espionagem.

Esse grupo de especialistas explica que actua em nome dos 44 milhões de utilizadores britânicos que visitaram a plataforma pelo menos uma vez entre 2015 e 2019. Lovdahl Gormsen acusa a Meta de ter disponibilizado a sua ferramenta a "um preço injusto". Para ter o direito de partilhar as suas vidas diárias e ter acesso ao conteúdo do Facebook, os utilizadores tinham que concordar em partilhar todos os seus dados pessoais.

"Nos 17 anos desde a sua criação, o Facebook tornou-se a única rede social no Reino Unido onde pode ter certeza de se ligar com amigos e familiares num só lugar", diz Liza Lovdahl Gormsen. “No entanto, o Facebook teve um lado sombrio: abusou da sua posição dominante no mercado para impor condições injustas aos britânicos comuns, permitindo que explorasse os seus dados pessoais. Estou a lançar este caso para obter biliões de libras em danos para os 44 milhões de britânicos cujos dados foram explorados pelo Facebook."

Meta
Liza Lovdahl Gormsen

Meta arrisca multa milionário no Reino Unido

A denúncia quer concentrar-se em particular no caso do pixel beacon, que recentemente voltou às manchetes com a iniciativa “Facebook Pixel Hunt” do Firefox. Liza Lovdahl Gormsen explica que “você pode saber que os seus dados serão usados ​​pelo Facebook. Mas o que os pixels fazem só sabe quando usa um site de terceiros, o que obviamente não tem nada a ver com o Facebook. Isso significa que o Facebook criou muitos, muitos, muitos mais pontos de dados sobre si do que realmente sabia que havia assinado."

Ou seja, a Meta terá mais uma difícil tarefa de se defender, e não será nada fácil.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.