Japão prepara-se para "encostar" a Huawei e a ZTE

Japão prepara-se para "encostar" a Huawei e a ZTE

10 Dezembro, 2018 0 Por Joel Pinto

Antes de serem conhecidas pelos seus smartphones, a Huawei e a ZTE forneceram vários acessórios de comunicação, um pouco por todo o mundo. A Huawei, em particular, vendeu milhões de acess points móveis através de diversas operadoras, em todo o mundo. Além dos smartphones, os dispositivos de telecomunicações representavam a grande maioria dos seus negócios, e algo que realmente fazem muito bem.

Infelizmente, nos dias que correm, quer a Huawei como a ZTE estão prestes a perder uma boa parte desse negócio. E segundo as novas informações da Reuters, o Japão pretende proibir a compra de produtos dessas duas marcas, para qualquer tipo de uso governamental, e tudo por questões de segurança nacional.

O Japão juntaria-se assim a uma lista já bastante grande de nações que "encostaram" essas duas marcas. Entre essas nações temos a Austrália, a Nova Zelândia e os Estados Unidos, que já começaram a proibir esses produtos feitos por essas empresas contra a espionagem da China. Segundo alguns, por causa das relações da Huawei com o governo chinês, os seus dispositivos poderiam ser usados ​​para espiar outros governos.

Segundo Yoshihide Suga, porta-voz do governo japonês, que se recusou a comentar as informações em questão, incluindo o facto de o Japão visar especificamente a Huawei e a ZTE, "a segurança cibernética é uma grande preocupação no Japão. Vamos tomar medidas fortes nesta direção e num grande número de áreas. "

Geng Shuang, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, expressou a sua preocupação com as novas informações: "Esperamos que o Japão ofereça um ambiente competitivo e justo para as empresas chinesas no país e que não faça nada para colocar esta cooperação bilateral e esta confiança mútua."

A ser verdade, é mais um murro no estômago dessas duas grandes empresas chinesas que possuem um grande império, e que grande parte desse império foi criado com os seus aparelhos de comunicações, que agora estão a ser banidos de muitos países.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.