IPTV Pirata da Premier League termina com indemnizações recordes e penas suspensas

IPTV Pirata da Premier League termina com indemnizações recordes e penas suspensas

2 Dezembro, 2019 0 Por Joel Pinto

A Premier League garantiu uma das maiores indemnizações por danos relacionados a direitos de autor na história da Tailândia, depois de acusar alguns indivíduos por trás de uma grande rede de IPTV Pirata, na Ásia. Um britânico e um tailandês declararam-se culpados de infracção, e pagaram à Premier League cerca de 385.000 libras (cerca de meio milhão de euros), e receberam sentenças de pena suspensa no total de 3,5 anos.

Premier League ganha processos sobre fornecedores de IPTV Pirata

Com o aumento da transmissão em directo pela Web, nos últimos anos, a Premier League viu-se na linha de frente da imposição antipirataria. Embora uma proporção significativa das suas acções seja voltada para ofertas ilícitas disponíveis no Reino Unido, a Premier League não se esquiva de atacar aqueles que oferecem os seus jogos em outras áreas do mundo.
O grupo, que opera o futebol de primeira linha em Inglaterra, diz ter lançado uma investigação que foi realizada pelo Departamento de Investigação Especial da Tailândia, em 2015. Isso transformou-se numa investigação secreta em Hong Kong durante o ano de 2017, visando indivíduos por trás de vários sites que operam sob a bandeira da Expat.tv.

Essa investigação levou a uma operação na Tailândia, sobre uma "equipa" que oferecia fluxos piratas e decodificadores pré-carregados no sudeste da Ásia, incluindo Indonésia, Singapura, Vietname e Malásia.
Os ataques foram subsequentemente realizados pelo DSI da Tailândia em cinco locais, incluindo um endereço residencial em Banguecoque, a 11 de Maio de 2017. Dois homens britânicos foram presos e uma tailandesa foi detida posteriormente.

IPTV Android 1 - IPTV Pirata da Premier League termina com indemnizações recordes e penas suspensas

Um dos homens desistiu e pagou a fiança, mas os restante enfrentaram as acusações, incluindo violação de direitos de autor, relacionadas à distribuição não licenciada de conteúdo da Premier League e à administração de uma grande "rede de pirataria" em toda a Ásia. Ambos declararam-se culpados e agora foram condenados.

A Premier League relata que os envolvidos pagaram uma indemnização total de 15 milhões de THB (cerca de 500 mil euros), o que, segundo a Liga, é um dos prémios de maior dano por violação de direitos de autor, já pagos na Tailândia. A juntar a isso, temos um complemento de quase 7 milhões de THB (cerca de 210 mil euros) que foram apreendidos pelo estado, 3 milhões de THB (cerca de 90 mil euros) em multas, além de sentenças de prisão com penas suspensas, no total de 3,5 anos.

"Esta é uma das compensações mais substanciais por crimes relacionados à pirataria na Tailândia, e é um aviso severo a qualquer pessoa envolvida no fornecimento ilegal de fluxos da Premier League", diz Kevin Plumb, diretor de serviços jurídicos da Premier League.

"As atitudes e a aceitação desses tipos de operadores na Ásia estão a mudar, o que é uma boa notícia para os fãs que assistem ao conteúdo da Premier League através de canais legítimos".

FONTE

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.