Índia acusa a Xiaomi de evasão fiscal e apreende 725 milhões das suas contas

Índia acusa a Xiaomi de evasão fiscal e apreende 725 milhões das suas contas

2 Maio, 2022 0 Por Joel Pinto

Xiaomi na mira das autoridades Indianas

A Índia não dá espaço de manobra às empresa estrangeiras, e quando o assunto é uma evasão fiscal a situação tende a piorar. É que a Xiaomi acabou de ver apreendido mais de 725 milhões de dólares das suas contas bancárias, e viu-se agora acusada de tal invasão fiscal.

Depois de invadir os escritórios indianos da Xiaomi, em Dezembro de 2021, a agência de investigação de crimes financeiros concluiu que a fabricante havia de facto feito transferências não autorizadas de fundos para contas baseadas na Xiaomi estrangeira (China não é nomeada, mas isso obviamente seria muito provável). Pior ainda, os investigadores ficaram certos de que essas transferências de dinheiro foram decididas por ordem da empresa-mãe, com sede na China.

Xiaomi

Como era de esperar, a empresa negou tais acusações, as contas da fabricante foram caucionadas, com mais de 725 milhões de dólares, o que, mesmo na escala do número três do mundo, representa uma soma significativa.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.