Acionistas incentivam Meta (Facebook) a despedir milhares de funcionários

Acionistas incentivam Meta (Facebook) a despedir milhares de funcionários

26 Outubro, 2022 0 Por Joel Pinto

A Meta, empresa controladora do Facebook, deve reformular as suas operações cortando nos postos de trabalho e nas despesas da própria empresa, afirma a Altimeter Capital Management numa carta aberta endereçada ao presidente-executivo do grupo, Mark Zuckerberg.

Para quem não sabe, a Altimeter Capital Management é um dos maiores, acionistas da Meta, com uma voz muito ativa dentro da empresa. Alem disso, a Meta parece ter perdido a confiança dos investidores devido ao aumento dos gastos e uma orientação metaversa, disse o fundo de hedge Altimeter, que detém uma participação de 0,1% na Meta.

Segundo a Altimeter, o fluxo de caixa livre anual da Meta pode dobrar para US$ 40 biliões se a empresa reduzir a sua força de trabalho em pelo menos 20%, cortar gastos de capital em pelo menos US$ 5 biliões para chegar a US$ 25 bilhões por ano e limitar os seus investimentos anuais no metaverso para 5 biliões de dólares em vez dos atuais 10 biliões.

Meta poderá ter de reduzir drasticamente a sua força de trabalho

Meta

A Meta investiu muito e contratou milhares de funcionários em todo o mundo para construir o metaverso, um ambiente digital que utiliza a realidade aumentada ou virtual. O projeto, no entanto, está a passar por dificuldades na divisão Meta's Reality Labs, dedicada à realidade aumentada e virtual, que perdeu 5,8 biliões de dólares nos primeiros seis meses do ano. Segundo a Altimeter, esses investimentos enormes "num futuro desconhecido são enormes e aterrorizantes, mesmo para os padrões do Silícon Valey".

A Meta reduzido em junho a sua meta de recrutamento de engenharia para este ano em pelo menos 30%, já que Mark Zuckerberg alertou os funcionários para se prepararem para uma desaceleração económica.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook e do Instagram? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.