Huawei Mate 40 deverá contar com três modelos com ecrãs de 90Hz

Huawei Mate 40 deverá contar com três modelos com ecrãs de 90Hz

25 Agosto, 2020 0 Por Joel Pinto

Já sabemos que o Huawei Mate 40 irá marcar a despedida, pelo menos durante algum tempo, dos processadores Kirin, e ele deve fazer a estreia do novo, e ao que tudo indica, poderoso Kirin 1000, que será o último a ser produzido pela HiSilicon em parceria com a TSMC por causa das restrições americanas.

O Mate 40 obteve recentemente a certificação no TENAA, o que significa que está pronto para a sua comercialização, pelo que devemos encontrar três variantes do aparelho: o Mate 40, o Mate 40 Pro e o Mate 40 Pro +, todos compatíveis com as redes de nova geração, ou seja, as redes 5G.

Também sabemos que os smartphones chegarão com ecrãs Full HD + com mais de 6,5 polegadas, e com uma taxa de actualização de 90Hz. Parece que a Huawei não vê qualquer ganho real em aumentar a taxa de refrescamento para os 120Hz, e essa taxa por si só, consome muito mais bateria, e os ganhos que ela pode oferecer, são actualmente muito poucos, já que poucas são as aplicações que fazem uso da mesmo.

Mate 30 bootloader Mate 40

Mate 30

Huawei Mate 40 deverá chegar com ecrã de 90Hz

O Mate 40 será equipado com painéis fabricados pela BOE China, enquanto os outros dois modelos de alto padrão serão equipados com painéis OLED fabricados pela Samsung e pela LG. Por fim, ficamos a saber que a Huawei decidiu fazer dez concessões no preço de seus aparelhos, que fará com que o seu preço de venda seja mais baixo do que por exemplo, o preço do Mate 30 quando foi lançado. O objectivo da Huawei é de incentivar um pouco mais os utilizadores a adoptar os seus aparelhos, mesmo que estes não tenham os serviços móveis da Google instalados.

Se essa estratégia será bem sucedida, só os utilizadores o poderão garantir, já que tudo está dependente das vendas no Ocidente, já que na China, não tenho duvida que serão vendidos muitos milhões de equipamentos.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.