Huawei continua a incentivar os desenvolvedores a portar as suas aplicações para a App Gallery

Huawei continua a incentivar os desenvolvedores a portar as suas aplicações para a App Gallery

17 Janeiro, 2020 0 Por Joel Pinto

Apesar de a Huawei não ter sofrido tanto como era esperado, com o embargo americano em 2019, muitos analistas acreditam que a falta de aplicações nos smartphones da fabricante terá um impacto inevitável nas suas vendas.

Huawei quer que os desenvolvedores disponibilizem as suas aplicações na App Gallery

Embora ciente desse risco, a Huawei quer incentivar os desenvolvedores de aplicações Android a portar as suas aplicações para a App Gallery, um equivalente "doméstico" da Google Play Store. Não devemos esquecer que a Play Store não está autorizada a estar presente nos smartphones da Huawei desde o "decreto Trump", o que significa que nem o YouTube, nem o Facebook nem o WhatsApp estão disponíveis nos últimos equipamentos da marca, incluindo os mais recentes topos de gama, os da série Mate 30.

Para seduzir os desenvolvedores, a Huawei não hesitou em colocar a mão na carteira: 25 milhões de dólares serão usados ​​para facilitar a portabilidade, enquanto a comissão sobre aplicações não excederá os 15% do preço da aplicação (contra os 30% na Google e na Apple). A gigante asiática também promete uma loja de aplicações ultra-segura e sem muitos anúncios.

Existe uma emergência: entre as aplicativos mais populares do mundo, apenas três estão disponíveis na App Gallery, e são elas a Amazon, o Snapchat e o TikTok.

FONTE

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.