Move Mirror da Google cria GIFs das nossas fotos

Move Mirror da Google cria GIFs das nossas fotos

24 Julho, 2018 0 Por Joel Pinto

Esta não é a primeira vez que a Google oferece um mini-jogo interativo. Depois do Emoji Scavenger Hunt and Draw, o navegador agora oferece-se para se colocar em cena. Esse tipo de experiência divertida não é apenas entretenimento na galeria, alias em grande parte é, mas o objetivo é mostrar os avanços tecnológicos da Google na aprendizagem máquina.

Chamado Move Mirror, a nova moda da Google é transformar os seus movimentos em GIF, imagens animadas de si mesmo e de imagens estáticas suas. A ideia é poder combinar as suas posições com as encontradas na base de dados da Google. Para testar esse recurso, basta ir ao site do Move Mirror, onde encontrará tutoriais para conseguir criar o seu GIF. Atenção, é essencial ter uma webcam para poder tirar uma foto em diversas posições diferentes. Será necessário ter certeza de que todo o corpo fica dentro da moldura da webcam ou da câmara, para não perder uma migalha. Então está livre para se colocar na posição que quiser!

Com efeito, a experiência do jogo (se assim o podemos chamar) é baseada em 17 pontos-chave do corpo, tais como os ombros, punhos, nariz, quadris e outros, e calcula as posições que esses pontos são a cada movimento. Em seguida, esses dados são integrados nos algoritmos na base de dados de imagem da Google.

Pode ficar descansado que as imagens capturadas pela webcam não passam por servidores do Google, uma vez que o jogo é baseado em parte na biblioteca Tensorflow.js. Além disso, nenhuma informação pessoal é levada em conta, como sexo, tipo de corpo, tamanho ou outras características pessoais.

O Move Mirror é divertido por causa da sua simplicidade e conceito, mas deve-se notar que o jogo requer quase 80.000 cliques para criar um GIF. No entanto, o Move Mirror ainda não funciona em smartphones, que é algo estranho, para uma aplicação da Google.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão.

FONTE