Firewall: A Guardiã da Sua Rede Wi-Fi

Firewall: A Guardiã da Sua Rede Wi-Fi

4 Março, 2020 0 Por Ricardo Preto Pacheco

Para a TP-Link o uso da firewall é imprescindível. As numerosas actividades na Internet de cada cliente numa rede, como compras online, serviço de homebanking, comunicações online e jogos online, requerem a garantia de protecção a ataques variados. É aqui que entra a firewall!

Muito embora os computadores, sejam desktops ou laptops, tenham uma firewall instalada, já incluída no próprio sistema operativo, muitos outros dispositivos não têm. Estará a pensar no smartphone e no tablet, claro. Mas esta preocupação cresce com a integração de equipamentos de domótica nas casas cada vez mais inteligentes.

Uma vez que o router faz a ponte entre a sua rede doméstica e a internet, é importante que este tenha uma firewall integrada para proteger todos os dispositivos conectados.

O que Faz a Firewall?

Uma firewall é uma barreira entre a intranet (rede interna) e a internet (rede externa). Ou seja, entre a rede privada da sua casa e a rede pública. É expectável que não queira que os seus dados privados sejam acedidos por desconhecidos a quem nunca passaria quaisquer informações sensíveis.

Para manter a sua segurança a firewall monitoriza todo o tráfego que entra e sai da sua rede, decidindo que tráfego deverá ser bloqueado com base em regras pré-definidas. Desta forma pode ser efectuado o bloqueio de links não fidedignos e prevenir ataques de hackers, mantendo a sua rede inviolável.

Trata-se, portanto, de uma funcionalidade importante com impacto na performance do seu router. A TP-Link adoptou a inclusão de firewall SPI nos seus routers, devido ao seu excelente desempenho.

firewall

Firewall SPI

Uma firewall SPI (Stateful Packet Inspection) é uma firewall dinâmica que monitoriza o estado operacional e as características de uma conexão de rede. Examina detalhadamente os pacotes de dados de todo o processo desde o início até ao fim das comunicações. Esta inspecção permite a identificação de endereços de IP falsos, forjados por hackers.

Uma firewall SPI considera se um pacote é confiável com base nos estados, protocolos e portas. As decisões de filtragem são baseadas por um lado em regras definidas por um administrador e por outro em interacções durante comunicações anteriores.

Assim é possível o administrador estabelecer regras que definam que tipo de pacotes é negado. Mas também é utilizado um método de aprendizagem em quem esta firewall recorda a cada comunicação a informação presente nos pacotes que analisa. Tráfego que anteriormente causou danos será agora bloqueado automaticamente sem que seja necessária uma análise minuciosa do pacote de dados.

Adicionalmente uma firewall SPI compara os pacotes de dados com padrões conhecidos de ataque, tais como DoS (Denial of Service)1. Quando a protecção identifica um ataque DoS, descarta os pacotes ilegítimos.

A Firewall de um Router TP-Link

A funcionalidade de firewall dos routers TP-Link apresenta-se como um grande mecanismo de segurança para a sua rede doméstica Wi-Fi. Comporta, nomeadamente:

  • Firewall SPAtivada por defeito para prevenir ataques.
  • Proteção DoS. Pode ativar filtragem de ataques por ICMP/TCP/UDP e definir diferentes níveis (Baixo, Médio e Alto)2. Também tem a opção de proibir ping à LAN e à WAN. A Proteção DoS está desactivada por defeito.
  • Lista do Host DoS Bloqueado. Se a firewall tiver bloqueado com sucesso um ataque DoS será criada uma lista com os endereços IP e MAC da origem do ataque.

A segurança online é crucial nos dias de hoje. A lista de actividades online é enorme e a quantidade de utilizadores em crescimento constante. A utilização de uma firewall robusta para garantir a segurança da sua rede Wi-Fi torna-se essencial!

 

1 – Um ataque DoS é um ciberataque que bombardeia o seu PC com uma enorme quantidade de pacotes (ICMP, UDP, TCP e Ping) até que o seu PC perca capacidade de resposta e falhe.

2 – Cada opção apresenta diferentes capacidades de segurança. Quanto mais alto o nível, maior será o impacto na performance do router, o qual dedicará mais ou menos de processos à análise da ameaça de acordo com o nível definido.

 

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.