Facebook lança o Messenger Rooms: Uma alternativa ao Zoom

Facebook lança o Messenger Rooms: Uma alternativa ao Zoom

25 Abril, 2020 0 Por Joel Pinto

As aplicações de videoconferência já existem há muito tempo, mas com a pandemia do Covid-19 e milhões de pessoas que se encontravam a trabalhar em casa, essas mesmas aplicações de repente tornaram-se mais populares do que nunca. Algumas, como o Zoom, ganharam popularidade quase que instantaneamente. Um sucesso que desperta o desejo de competição. As diferentes plataformas estão a trabalhar arduamente para conquistar novos utilizadores, e uma dessas empresas é o Facebook.

O Facebook anunciou uma nova actualização para sua plataforma Messenger. Ela sempre, ou quase sempre, permitiu fazer chamadas de vídeo, mas agora com esta nova versão, a rede social apresenta o Messenger Rooms. Basicamente, esse Rooms permite que um máximo de 50 pessoas se reúnam na mesma chamada de vídeo. E os participantes não precisam ter uma conta na rede social. Portanto, essa é uma alternativa ao Zoom, ao Skype, ao Microsoft Team, e algumas outras no mercado.

Messenger Rooms

Messenger Rooms permite até a um máximo de 50 pessoas

Segundo a declaração oficial:

“Organize celebrações, monte um clube do livro ou simplesmente sente-se e não faça nada com os seus amigos. Não precisa de ligar para ninguém e torcer para que seja a hora certa ou verificar a programação de todos com antecedência. Pode simplesmente iniciar e partilhar uma sala no Facebook através do seu feed de notícias, grupos ou eventos, por isso é muito fácil participar quando puder.”

O Facebook também especifica a sua intenção de permitir que os utilizadores criem Salas de Messenger a partir do Instagram Direct e do WhatsApp. Mas, por enquanto, precisa de se contentar com o Messenger e com o Facebook.

FONTE

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.