Europa prepara-se para aprovar aquisição da Activision-Blizzard pela Microsoft

Europa prepara-se para aprovar aquisição da Activision-Blizzard pela Microsoft

2 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

Há sensivelmente um ano a Microsoft anunciou a intenção de comprar a Activision-Blizzard por um valor a rondar os 68,7 biliões de dólares, mas a transação ainda não foi validada. No entanto, a situação deve evoluir, já que a Europa prepara-se para validar a operação.

Segundo está a ser avançado pela Reuters, os acordos recentes da Microsoft com a Nvidia e Nintendo ajudaram a empresa neste processo. Para quem não sabe, o primeiro acordo é um compromisso de oferecer jogos do Call of Duty nas consolas da Nintendo durante 10 anos. A segunda foi uma oportunidade de levar os jogos Xbox compatíveis com PC para o serviço de jogos em nuvem GeForce Now.

A Comissão Europeia não deverá exigir que a Microsoft venda ativos da Activision-Blizzard para obter a sua autorização. Esta posição contrasta com a da Autoridade de Mercados e Concorrência do Reino Unido (CMA), que propôs, em fevereiro, uma possível ação corretiva para exigir que a Microsoft venda o negócio Call of Duty, antes de concluir a transação.

Microsoft vai ter luz verde da Europa para comprar a Activision-Blizzard

A Comissão Europeia deve decidir sobre este acordo até ao próximo dia 25 de abril. Portanto, parece um bom começo para a Microsoft. E embora um acordo da UE seja realmente muito importante, ainda não é suficiente. Com efeito, a Microsoft deve, em particular, obter a luz verde das autoridades do Reino Unido e dos Estados Unidos. E até agora, não está a correr muito bem, e pode ser que a aprovação da União Europeia leve outros reguladores a repensar a sua posição. Por exemplo, nos Estados Unidos, o FTC está a fazer de tudo para bloquear a aquisição, argumentando que a aquisição prejudicaria a concorrência.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.