Estados Unidos afirmam que a Huawei pratica espionagem há mais de 10 anos

Estados Unidos afirmam que a Huawei pratica espionagem há mais de 10 anos

13 Fevereiro, 2020 0 Por Joel Pinto

O governo Norte Americano continua a sua saga contra a Huawei. Todos sabemos que o governo liderado por Donald Trump promete não dar tréguas à Huawei, e apesar de até hoje não ter revelado publicamente qualquer prova contra a fabricante Chinesa, a verdade é que continuam a afirmar que a empresa pratica espionagem.

EUA dizem que a Huawei pratica espionagem há mais de uma década

Agora, informações mais recentes que vêm pela mão do pessoal do Wall Street Journal, dão conta de novas informações que eram confidenciais até ao final de 2019, e que agora os Estados Unidos partilharam com países aliados, incluindo a Alemanha e o Reino Unido, que contam hoje com a infraestrutura da Huawei, e na tentativa de os dissuadir de continuar a usar, especialmente para o futuro com o 5G.

Os Backdoors para a espionagem aparentemente foram inseridos em equipamentos de operação dedicados à aplicação da lei, como estações base, antenas e equipamentos de comutação. As autoridades dos EUA dizem que os equipamentos foram deliberadamente projectados dessa forma, pela Huawei, para facilitar o acesso remoto há mais de uma década.

sanções Huawei espionagem

A Huawei já refutou todas as acusações a respeito em relação à espionagem que faria em nome da China, e continua até hoje a negar qualquer envolvimento nesse tipo de pratica.

"A Huawei nunca fez, e nunca fará, nada que possa comprometer a segurança das redes e dados dos seus clientes. Rejeitamos categoricamente as últimas alegações. Mais uma vez, acusações infundadas são repetidas sem fornecer qualquer evidência concreta" , disse a fabricante chinasa.

Eles ainda acrescentam que nenhum funcionário da Huawei tem acesso a equipamentos de rede sem a luz verde das operadoras.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.