Epson desiste do mercado das impressoras a laser: Entenda os motivos

Epson desiste do mercado das impressoras a laser: Entenda os motivos

28 Novembro, 2022 1 Por Joel Pinto

A Epson anunciou que vai deixar de vender impressoras a laser no máximo até 2026. A empresa invoca preocupações com a sustentabilidade e revelando que as impressoras jato de tinta têm mais potencial para proteger o meio ambiente.

Consequentemente, as impressoras a jato de tinta exigiriam menos energia e teriam menos peças de desgaste/componentes consumíveis. A gama de impressoras a laser da Epson já está a ser descartada, e isso percebe-se quando se olha para o portfólio de produtos da empresa. Em algumas regiões, esses modelos já foram retirados de linha – mas ainda não na Europa e na Ásia.

Já em 2019, a empresa havia alertado que as suas próprias impressoras a jato de tinta deveriam consumir até 85% menos eletricidade do que as impressoras a laser. Eles também devem libertar significativamente menos dióxido de carbono.

Epson dedica-se agora a impressoras jatos de tinta

Epson

Não deve ser coincidência, já que a Epson lançou recentemente novas impressoras jato de tinta que podem imprimir até 60 páginas por minuto. Até agora, uma das principais vantagens das impressoras a laser era a maior velocidade de impressão, algo que nos dias de hoje já não existe mais.

Porem, recentemente a Epson causou polémica com o seu comportamento insustentável: algumas das suas impressoras foram desativadas deliberadamente quando não estavam mais dentro do período de serviço. Isso, é claro, causou muita ira entre os utilizadores.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.