Novo recurso de emergência do iPhone 14 disponibilizado em alguns países europeus

Novo recurso de emergência do iPhone 14 disponibilizado em alguns países europeus

14 Dezembro, 2022 0 Por Joel Pinto

Quando a Apple anunciou o novo iPhone 14 deu grande destaque a um novo recurso de emergência, o chamado “Emergency SOS“, que utiliza a rede de satélites para funcionar. Uma funcionalidade totalmente nova e que todos esperamos nunca ter de utilizar.

Para quem não conhece o “Emergency SOS”, é um recurso que é ativo quando um equipamento da série iPhone 14 não tem acesso à rede móvel ou a qualquer rede Wi-Fi, e permite que os utilizadores possam enviem mensagens de emergência, através dos satélites.

Esse recurso já estava disponível para os utilizadores dos Estados Unidos e Canadá, e agora Apple anuncia que o mesmo já está disponível em alguns países Europeus, nomeadamente em França, Alemanha, Reino Unido e Irlanda.

Com o lançamento do iOS 16.2 que está previsto para hoje, a Apple afirma que os utilizadores do iPhone 14 que discarem para o número de emergência local serão redirecionados para o 112, que é o serviço de emergência europeu, mas isso se a chamada não conseguir passar por uma rede móvel ou por uma rede Wi-Fi.

Gary Machado, CEO da European Emergency Number Association, fala sobre os benefícios do “Emergency SOS” da Apple via recurso de satélite e como ele ajudará a combater uma ampla gama de problemas.

“O Emergency SOS via satélite torna as comunicações de emergência via satélite mais acessíveis, o que é muito empolgante. Na prática, significa que muito mais pessoas poderão ligar para o 112 quando não tiverem cobertura móvel e precisarem de atendimento urgente. Estamos confiantes de que isso salvará muitas vidas e oferecerá uma ajuda significativa aos serviços de emergência que lidam com esses resgates geralmente muito complicados”.

Emergency SOS iPhone 14

Emergency SOS do iPhone 14 chega a França, Alemanha, Reino Unido e Irlanda

Este serviço será gratuito durante dois anos, após os quais a Apple deverá começar a cobrar aos utilizadores, embora o valor ou a estrutura da taxa não tenham sido mencionados. O que foi mencionado foi o fato de que a Apple lançou o recurso com a ajuda da Globalstar, empresa global de comunicações via satélite, e investiu 450 milhões de dólares para levá-lo às massas. A gigante da tecnologia provavelmente terá como objetivo recuperar esse investimento, portanto, espera-se que comece a cobrar aos clientes após 24 meses.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.