China: Regras muito restritivas para os jogos online

China: Regras muito restritivas para os jogos online

7 Novembro, 2019 0 Por Joel Pinto

O governo Chinês anunciou novas regras destinadas a combater o vício em videojogos, proibindo os menores de idade de jogar jogos online, especificamente, entre 22h e 8h.

China: Menores de idade com a vida muito complicada nos jogos online

Juntamente com o toque de recolher, que afectará todos os jogos online que são jogados na China, os menores de 18 anos também estarão restritos a 90 minutos de jogos online durante a semana, e durante o fim de semana e feriados poderão jogar durante três horas por dia.

Também existem limites de gastos, dependendo da idade do jogador. Crianças entre os 16 a 18 anos podem gastar até 400 yuan (€52) por mês, enquanto jogadores mais jovens só podem desembolsar até 200 yuan (€26).
Seis medidas foram tomadas, incluindo o toque de recolher, prazos e limites de gastos. Uma é a das regras mais rígidas é o registo de nomes reais, para quem actualmente usa smartphones, onde as crianças podem usar o telefone dos pais para registar uma conta. As novas regras exigem que os jogadores forneçam "informações de identidade válidas" se quiserem registar-se.

As empresas de jogos precisarão de supervisionar mais os seus jogadores, e as empresas que não atenderem aos novos requisitos terão um prazo para fazer alterações, possivelmente levando à revogação das suas licenças, caso não cumpram. O governo também procurará criar um novo sistema de classificação etária, além de treinar pais e professores para trabalhar com as crianças sobre os seus hábitos online.

China jogos 2 - China: Regras muito restritivas para os jogos online

Um representante da Administração Estatal de Imprensa e Publicações disse à agência de notícias estatal Xinhua que os jogos online satisfazem a necessidade de lazer das pessoas e são capazes de "enriquecer a vida espiritual e cultural das pessoas", mas alegam que causam problemas que "afectam os aspectos físicos das pessoas, saúde mental e aprendizagem normal e a vida dos menores ".

Esta não é a primeira fez que a China reprime os hábitos das pessoas. Os jogos online foram até culpados por fazer as crianças míopes, e já houveram varias tentativas da China de reduzir a quantidade de tempo que as pessoas passam nos jogos online, tendo sido utilizados vários sistemas. Em 2016, foram propostos regulamentos para proteger amplamente menores online.

Em 2017, o estado chinês atacou o Honor of Kings da Tencent, pressionando a editora a restringir a quantidade de tempo que os menores poderiam jogar, e forcando-os a introduzir um programa de registo de nome real. Isso não impediu que o jogo se tornasse o jogo móvel com maior receita em 2018.

FONTE

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.