China irritada com os Estados Unidos por causa dos sucessivos ataques ao TikTok

China irritada com os Estados Unidos por causa dos sucessivos ataques ao TikTok

18 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

A China está a começar a ressentir-se do comportamento dos Estados Unidos em relação ao TikTok, que pertence ao grupo chinês ByteDance. Recentemente, o governo liderado por Joe Biden fiz um ultimato à ByteDance para que este venda as suas ações da rede social, sob pena de ser banido do país.

“Os Estados Unidos devem parar de espalhar informações falsas sobre questões de segurança de dados, interromper ataques injustificados [contra o TikTok] e fornecer um ambiente de negócios aberto, justo e não discriminatório para empresas estrangeiras”, disse Wang Wenbin, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China. “Washington até agora não forneceu evidências de que o TikTok ameace a segurança nacional dos Estados Unidos”, acrescentou em Pequim durante uma conferência de imprensa regular.

O TikTok armazena dados de utilizadores dos EUA em servidores localizados nos Estados Unidos. A rede social admitiu recentemente que os funcionários na China tiveram acesso a esses dados, mas dentro de uma estrutura estrita e limitada, e nunca o governo chinês.

A Casa Branca já proibiu servidores públicos de instituições federais de ter a aplicação nos seus smartphones, conforme lei sancionada no início de janeiro. A União Europeia, Canadá, Bélgica, Dinamarca e o Reino Unido também decidiram seguir o exemplo e fazer o mesmo.

China acusa Estados Unidos de mentir sobre a insegurança do TikTok

O TikTok é acusado pelos seus críticos de fornecer às autoridades chinesas acesso a dados de utilizadores em todo o mundo, o que a aplicação nega veementemente.

A verdade é que o TikTok conta com mais de um bilião de utilizadores em todo o mundo. A plataforma ultrapassou YouTube, Twitter, Instagram e Facebook em tempo gasto por adultos americanos nos últimos anos, e agora está a preparada para passar a Netflix.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.