Com a chegada de 2023 WhatsApp deixará de funcionar em alguns smartphones: Saiba quais

Com a chegada de 2023 WhatsApp deixará de funcionar em alguns smartphones: Saiba quais

22 Dezembro, 2022 0 Por Joel Pinto

O software determina de forma cada vez mais significativa a vida útil dos dispositivos eletrónicos, que, embora não falhem do ponto de vista do hardware, tornam-se igualmente obsoletos. O problema não diz respeito apenas ao sistema operativo do aparelho que envelhece prematuramente, mas também às aplicações instaladas que, por diversos motivos, precisam de contar com um sistema capaz de suportar determinadas funções.

É o caso da popular aplicações de mensagens WhatsApp, já que a empresa anunciou que a partir de 2023 não oferecerá mais suporte a dispositivos móveis com um sistema operativo “antigo”.

Oferecer uma aplicação em dispositivos cujo sistema operativo não recebe mais suporte, ou atualizações, representa riscos de segurança, e os programadores do WhatsApp estão cientes dessa situação. Portanto, a partir do próximo ano, vai precisar de um smartphone, ou tablet, com pelo menos Android 4.2 (Jelly Bean) ou iOS 12.1. Vale destacar que o Android 4.2 foi lançado em 2012, enquanto o iOS 12 em 2018, há apenas quatro anos.

Esses requisitos impedirão que a aplicação do WhatsApp seja utilizada em alguns dispositivos móveis ainda em uso, pois muitos utilizadores desconhecem os riscos que correm ao utilizar um dispositivo que deixou de ser compatível. Se funcionar e fizer o que deveria, o utilizador geralmente não o substitui.

Android 4.2 e iOS 12.1 ou superiores passam a ser obrigatórios para utilizar o WhatsApp

A partir de 2023, os proprietários de smartphones que não são mais elegíveis terão que comprar um smartphone mais recente, caso contrário, serão forçados a abandonar o WhatsApp.

Para verificar a versão do seu sistema operativo basta aceder às definições do dispositivo e procurar o item correspondente.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.