CEO da Netflix acredita o cinema não voltará a ser como era antes

CEO da Netflix acredita o cinema não voltará a ser como era antes

28 Março, 2021 0 Por Joel Pinto

Numa entrevista recente, Ted Sarandos, CEO da Netflix, afirmou sentir muitas saudades dos cinemas. O mesmo afirma que com a pandemia, as pessoas "habituaram-se a assistir os seus filmes em casa", mas sair de casa para assistir um filme numa sala de cinema, é uma experiência completamente diferente e uma tarefa que continuará quase impossível de realizar nos próximos tempos.

O CEO da Netflix espera que tudo acabe por voltar ao normal, e que haja oportunidades de voltar às salas cinemas, "tanto para realizadores como para amantes de cinema como eu". Mas, entretanto, o pragmatismo recomenda continuar a apreciar as obras da sétima arte em casa, e ver um filme numa sala de cinema vai “tornar-se algo mais raro”.

Segundo o dirigente, será muito difícil imaginar o que será feito depois da crise sanitária. Ele acrescenta que essa indústria exige uma estrutura financeira significativa, cujo custo acaba por ser arcado pelos espectadores. A evolução das práticas pode significar a sentença de morte para muitos cinemas. Os proprietários das salas de cinema, que muitas vezes são os grandes estúdios, terão de voltar a pensar nos seus negócios.

Ted Sarandos

Ted Sarandos

Ted Sarandos acredita que o cinema é cada vez mais algo do passado

Ted Sarandos pega no exemplo do negócio dos DVD's, que era a tendência antes da chegada do streaming.

“Nunca passamos um minuto a tentar salvar o negócio dos DVDs. O nosso futuro sempre foi em streaming, e toda a energia que gastaríamos a tentar salvas os DVDs, era energia que não seria usada no streaming." 

Ele não tem duvidas, na sua opinião o que é fundamental é colocar o cliente no centro das suas estratégias.

Apesar de tudo, a Netflix adquiriu vários cinemas, incluindo o prestigioso Paris Theatre, em Nova York, e o Egyptian Theatre, em Los Angeles. Mas segundo o mesmo, é mais um processo de preservação de património, e da imagem de marca, do que o desejo de criar uma rede de cinemas.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.