Por onde começar quando queremos uma casa inteligente? [Parte 2]

3 Fevereiro, 2019 0 Por Joel Pinto

No inicio do ano falei aqui de uma das melhor formas da "construção" de uma casa inteligente, e expliquei que as lâmpadas são a melhor forma de iniciar esse processo. Agora, aquele que considero ser outras das maneiras mais fáceis (e económicas) de tornar a sua casa inteligente é usar a chamada tomada inteligente, que permite controlar vários pequenos aparelhos sem precisar estar na sala - ou no país, por sinal. Por exemplo, ligue uma lâmpada a uma tomada inteligente e, em seguida, poderá usar o smartphone para ligar e desligar a lâmpada ou criar uma programação que ligue ou desligue a lâmpada automaticamente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como as tomadas inteligentes são fáceis de usar e muito acessíveis, qualquer pessoa com um smartphone pode entrar na conveniência (e, ousam dizer, diversão) da tecnologia de casa inteligente. Na sua forma mais básica, as tomadas inteligentes permitem que controle dispositivos que, de outra forma, seriam "burros", como lâmpadas pequenos electrodomésticos, ou qualquer outro dispositivo que possa lá ser ligado, simplesmente usando o seu smartphone.

Existem diversas tomadas inteligentes no mercado, que variam consoante a marca e as suas funcionalidade. No entanto, posso-vos informar que tenho andado a usar uma tomada inteligente que me foi disponibilizada pela Zemismart, e a sua relação de qualidade e preço é mesmo espectacular.

Aqui ficam as principais características técnicas da Zemismart Smart Outlet:

  • Funciona com o Google Home e Amazon Echo
  • Controlo via wi-fi
  • Suporta protocolos de configuração de internet inteligente
  • Suporte do Estado de rastreamento e feedback
  • Controlo via smartphone
  • Fácil de instalar

As suas especificações são as seguintes:

  • Tensão: 110 V-240 V
  • Controlo: WI-FI
  • Potência máxima: 2000W (carga de resistência)
  • Corrente de trabalho: Max 15A
  • Potência em standby: ≤ 1 W

Imagine que deixou o seu termo-acumulador desligado e que está a sair do trabalho, mas tudo o que precisava era de um bom banho quente assim que chegar a casa? Com uma tomada inteligente é muito simples, ligue o smartphone, dê ordem para a tomada se ligar, e assim que chegar a casa tem a sua água quentinha e pronta para o seu banho... mais simples e útil que isto? E existem 1001 funcionalidades para estas tomadas inteligentes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para quem estiver interessado em adquirir a tomada inteligente que testei, aqui ficam os links:

Outra das grandes vantagens das tomadas inteligentes, e nesta em especifico (porque é a que estou a usar), permite que se faça as mais variadas programações da hora que ela se liga. Podemos ter dezenas de programações diferentes já programado na propria tomada, bastando dizer a hora exacta que queremos que ela se ligue e se desligue. Pode ser variadas vezes por dia, e por dias de semana. Ou seja, controlo total sobre a tomada.

IFTTT tomada inteligente - Por onde começar quando queremos uma casa inteligente? [Parte 2]Para mim outra das grandes vantagens é o suporte do IFTTT. Para quem não conhece, é uma ferramenta que pode ser programada para automatizar procedimentos. Do estilo quando acontece X, faz Y. Vou dar um exemplo prático: podemos definir no IFTTT que 15 minutos antes do sol nascer, ou se pousar... a tomada é ligada ou desligada. Utilidade? Imaginem que têm uma lâmpada no exterior da vossa casa e não faz sentido ela ficar ligada quando está de dia. Perceberam? Mas têm milhares de outras programações no IFTTT, e podem criar as vossas próprias programações.

Agora imaginem juntar o IFTTT com o Google Home ou Amazon Echo e o vosso smartphone com esta tomada inteligente, e já imaginaram o controlo que conseguem sobre a mesma em qualquer parte do mundo e/ou de forma automatizada... com um investimento de €20 (que é o preço da tomada), tudo o resto é gratuito.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.