Call of Duty: Empresa de cheats multada em 2,8 milhões de euros

Call of Duty: Empresa de cheats multada em 2,8 milhões de euros

28 Fevereiro, 2023 0 Por Joel Pinto

Apesar de todos os seus esforços se revelarem ineficazes, a Activision sempre lutou contra os cheaters que abundam nos jogos do Call of Duty. Regularmente, dezenas de milhares de jogadores são banidos do jogo por terem utilizador algum software ilícito que lhes dá alguma vantagem contra outros jogadores.

Há alguns meses, a empresa chegou a ameaçar os utilizadores que utilizam essas ferramentas de que seriam banidos de todos os jogos da franquia caso fossem apanhados em flagrante. Contudo a empresa verificou que isso não foi suficiente e decidiu atacar diretamente a raiz do problema.

É por isso que, no início de 2022, a Activision decidiu registar uma reclamação contra a EngineOwning, a editora por trás de um famoso software de cheating para vários jogos do Call of Duty. Agora, o veredicto da justiça foi proferido, e com isso ficamos a saber que a empresa foi multada num valor recorde de 3 milhões de dólares, ou cerca de 2,82 milhões de euros, por distribuir este famoso software.

Deve-se dizer que este último rapidamente se destacou entre os cheaters, em particular pela sua compatibilidade com muitos jogos da licença. Este último é realmente utilizado no Modern Warfare e Modern Warfare 2, mas também no Warzone, bem como em todos os opus Black Ops. Além do mais, a EngineOwning também está por trás de cheats para o Overwatch, outro FPS competitivo de sucesso da Activision-Blizzard.

Call of Duty: EngineOwning tem multa de 3 de milhões de dólares para pagar

Este é portanto um início de ano muito complicado para os cheaters. Há algumas semanas, a Bungie anunciou que ganhou o processo contra outra editora que arrecadou 4,4 milhões dólares, enquanto a Valve conseguiu apanhar nada menos que 40.000 cheaters de uma só vez graças a um truque imparável.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.