Depois banida, uma das app mais populares de IPTV está de volta à Google Play

Depois banida, uma das app mais populares de IPTV está de volta à Google Play

27 Outubro, 2019 1 Por Joel Pinto

No passado dia 8 de Outubro revelei aqui que a popular aplicação de IPTV, a IPTV Smarters Pro tinha sido removida da loja de aplicações do Android, e sem deixar vestígios. Essa aplicação, era até então uma das mais usadas ​​para assistir a conteúdo de IPTV, em dispositivos Android. No entanto, outras alternativas, como GSE IPTV, Extreme IPTV ou Smart IPTV ainda continuavam a funcionar. Mas os fãs dessa aplicação vão gostar de saber que o IPTV Smarters Pro está de volta à Google Play.

IPTV Smarters Pro está de volta à Google Play

O desaparecimento da aplicação da loja de aplicações pode ter sido devido a vários motivos. Há alguns dias, até o próprio WhatsApp desapareceu durante algumas horas da loja do Android, provavelmente devido a uma actualização que deverá ter sido enviada incorrectamente. No caso da aplicações de IPTV, esses desaparecimentos geralmente estão associados a reclamações feitas, que na maioria dos casos é feito pela indústria audiovisual. O desenvolvedor da aplicação, New Spark Technology, já afirmou que foi uma falsa denúncia que causou a remoção, e que foi a terceira vez que isso aconteceu desde que a aplicação foi lançada.

IPTV Smarters Pro

Aplicações como o IPTV Smarters Pro não trazem qualquer conteúdo ilegal,  a única coisa que permitem é inserir listas de IPTV, seja num smartphone Android ou numa Box que ligamos à TV. E essas mesmas listas, é que podem ser ou não ilegais... mas em momento algum é da responsabilidade da aplicação.

Também é possível que o desaparecimento da Perfect Player esteja relacionada com isso, já que a aplicação também desapareceu no fim de semana passado, depois de um operador de conteúdo ter alegado que era possível invadir a aplicação, por isso era ilegal. Pois, tal como no IPTV Smarters Pro, ele não vem com qualquer link, ou conteúdo, padrão que viole os direitos de autor. Algo semelhante também é encontrado no Kodi, que é odiado por toda a indústria, mas como padrão não inclui qualquer conteúdo que viole os direitos de autor, mas são os complementos que posteriormente adicionam aqueles que os violam.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.