Após vários protestos Instagram muda a sua política de Nudez

Após vários protestos Instagram muda a sua política de Nudez

26 Outubro, 2020 0 Por Joel Pinto

Nos últimos meses o Instagram tem sido "vitima" de vários protestos dos utilizadores, e muito por causa da sua política de nudez, já que a plataforma decidiu eliminar várias publicações da conta da modelo "plus size" Nyome Nicholas-Williams.

Segundo está a ser revelado pelo The Guardian, as publicações excluídas mostravam Nicholas-Williams com os olhos fechados e os braços por cima dos seios, e isso aparentemente viola a política de nudez da empresa. No entanto, segundo é revelado pela mesma, nem toda a gente é considerada pelos mesmos padrões.

Já no passado mês de Agosto, o Instagram tinha sido acusado de discriminação, depois que outras modelos negras terem relatado que a plataforma estava a excluir as suas publicações. No caso de Nyome Nicholas-Williams, o Instagram também ameaçou banir a sua conta, apesar de ter sido verificada, e contar com mais de 62.000 seguidores.

Nyome Nicholas-Williams

Nyome Nicholas-Williams

Nyome Nicholas-Williams fez com que Instagram repensasse a sua politica de Nudez

Em resposta às exclusões das publicações, e às acusações de racismo, um porta-voz do Instagram afirmou:

“Ao examinarmos isso mais de perto, percebemos que era um caso em que nossa política de compressão de seios não estava a ser aplicada correctamente. Ouvir o feedback de Nyome ajudou-nos a entender onde esta política estava a falhar e como poderíamos melhora-la.”

Pessoas como Nicholas-Williams não terão que esperar muito até poder voltar a publicar fotos artísticas no Instagram, sem que sejam censuradas, porque a empresa confirmou que a mudança de política será aplicada tanto no Instagram como no Facebook, já a partir desta semana.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.