Apenas 10% dos clientes têm planos de actualizar para o iPhone 13

Apenas 10% dos clientes têm planos de actualizar para o iPhone 13

10 Setembro, 2021 Não Por Joel Pinto

Todos os anos, é o mesmo ritual em torno do novo iPhone. Há o interminável role de rumores que antecedem o lançamento da nova geração do smartphone da Apple, e com a aproximação do seu anuncio cresce as expectativa sobre o que a empresa vai apresentar. No entanto, parece que este ano, o interesse no iPhone 13, parece ser significativamente inferior aos dos outros anos.

Já sabemos que o iPhone 13 vai ser anunciado na próxima semana, para ser mais exacto, a 14 de Setembro. O que sabemos sobre o dispositivo em si, é somente pelo que dizem os rumores: deve oferecer algumas melhorias e novos recursos, mas parece que os clientes não estão prontos para mudar para este novo modelo. Pelo menos é o que emerge de uma pesquisa realizada pela Savings. Segundo os seus resultados, apenas 10% dos entrevistados afirmam que pretendem actualizar para o novo modelo.

A pesquisa entrevistou 1.500 utilizadores do iPhone, e 10% disseram que queriam actualizar para o iPhone 13, mas 64% disseram imediatamente que não. Os 26% restantes, portanto, ainda estão indecisos. A pesquisa também mostra que os utilizadores são os mais ansiosos para descobrir a conectividade por satélite, uma bateria possivelmente maior e melhorias na câmara.

ios gravação chamadas iPhone 13

Entusiasmo em torno do iPhone 13 parece ser baixo

Dito isso, temos que admitir que os rumores em torno do iPhone 13 podem não ser tão empolgantes como se poderia esperar, o que provavelmente explica o relativo baixo entusiasmo pela compra desta nova geração, pelo menos por agora. Já os analistas têm uma visão diferente sobre o assunto.

Se acreditarmos nos analistas do JPMorgan, as vendas do iPhone 13 podem ser maiores do que as expectativas dos investidores, e pode ver a Apple vender até 226 milhões de unidades no ano fiscal de 2022. Em qualquer caso, ainda é muito cedo para saber como este iPhone 13 se sairá comercialmente bem, ou não.

FONTE