Análise Wiko Power U10: Com bateria para dar e vender

Análise Wiko Power U10: Com bateria para dar e vender

16 Janeiro, 2022 0 Por Joel Pinto

No mercado nacional desde o passado mês de Agosto de 2021, só agora nos foi possivel fazer a análise ao Wiko Power U10, um dos mais recentes smartphones da marca Europeia. Trata-se de um equipamento básico que cumpre com a sua promessa que dura mais de 3 dias com apenas 1 carga. Mas vamos falar um pouco mais deste equipamento.

Em termos de design, ele é completamente construido em plástico, e a traseira tem um acabamento textura que gosto, já que não ficam lá marcadas as impressões digitais e é agradável de se ter na mão. Na parte lateral esquerda temos o slot para os cartões de operador, enquanto que no lado direito temos o botão power, o botão de volume e um botão dedicado para o assistente virtual, que aqui é o Google Assistant. Na parte superior temos uma entrada de 3,5mm para os fones de ouvido, enquanto que na parte inferior temos um entrada Micro USB uma grelha para o altifalante e um pequeno microfone.

Assim que pegamos no Wiko Power U10 o que salta à vista é o seu grande ecrã 20,5:9. Trata-se de um painel IPS com 6,82 polegadas, e que infelizmente só conta com a resolução HD+, com 720x1600 pixeis. Ainda assim as suas cores são brilhantes, só que como pode imaginar, sob luz solar intensa é quase impossível ver o que por lá se passa, nem que para isso coloque o seu brilho no máximo. Tenho criticado imensas vezes a resolução HD+, e mais uma vez o faço, apesar de compreender a escolha para Wiko, já que o foco passa pela autonomia, e esta resolução requer muito menos energia que por exemplo a resolução FullHD, e os olhos agradecem uma resolução um pouco melhor. Mas esta é a resolução habitual para os equipamento desta faixa de preço.

No interior do telefone temos um processador da Mediatek, o Helio A25, que conta com um processador octa-core que opera no máximo a 1,8Ghz e o GPU PowerVR GE8320. Trata-se de um chip anunciado em 2020 em que o foco é precisamente os equipamentos de baixo custo, e de baixo consumo de energia. Este chip é acompanhado de 3GB de RAM e 32GB de armazenamento interno, que pode ser expandido através de um cartão MicroSD de até 256GB.

Como deve imaginar, o Wiko Power U10 não é nenhum cavalo de corrida, e nem foi para isso que ele foi desenhado. Este conjunto é capaz de executar calmamente as principais aplicações que são precisas regularmente, como acesso à Internet, email, redes sociais, plataformas de streaming, mas não o force em demasia, senão o mesmo começa a tornar-se muito lento. Se é um utilizador que utiliza o smartphone para funções básicas, este telefone da Wiko não o deixará mal, mas se pensa em aplicações mais pesadas, como jogos, mantenha-se afastado do mesmo. Aplicações como Facebook, Gmail, Spotify são executadas sem grandes problemas, mas se a aplicação for um pouco mais pesada, o seu poder de processamento já se ressente. Como sempre, deixo aqui a pontuação do Antutu para que sirva de referencia:

Em relação à fotografia, não se deixe enganar pela aparência do seu modulo traseira, já que o Wiko Power U10 apenas conta com um sensor fotográfico na traseira com 13MP com abertura f/2.0. Já na frente temos também apenas um sensor com 5MP que será suficiente para as vídeo chamadas, e não espere milagres em relação ao mesmo.

Já o sensor traseiro consegue tirar algumas fotos interessantes quando em boas condições de luz, e no exterior. No interior as fotos tendem e ficar com muito ruído, algo que nitidamente ninguém gosta. A Wiko equipou este Power U10 com um Night Mode que sinceramente não consegui ver grandes diferenças entre ele estar ou não activado. As fotos à noite, ou mesmo ao final do dia, tendem a criar muito ruído, e com alguma habilidade ou paciência conseguimos tirar algumas fotos decentes. E em relação ao vídeo é a mesma situação, não posso dizer que a qualidade é boa, mas também não posso dizer que é realmente má. Está dentro daquilo que um equipamento da gama de entrada promete.

O seu ponto mais forte é mesmo a sua autonomia. A Wiko promete 3,5 dias com uma única carga, e confesso já que nunca consegui. O máximo que consegui, com uma utilização regular, foram 2 dias, mas utilizo muito o equipamento, tanto para a vida pessoal como profissional. E tendo em conta que o Wiko Power U10 conta com uma bateria de 5000mAh, acho que este valor é realmente muito bom. E sabendo que utilizo o smartphone muito mais do que a maioria das pessoas, acredito perfeitamente que os 3,5 dias de autonomia sejam conseguidos por utilizadores regulares.

Infelizmente para carregar a bateria terá de ter alguma paciência, já que este equipamento não tem qualquer tipo de carregamento rápido. O carregamento é feito a partir da sua porta Micro USB, e terá de ter cerca de 2 horas e meia para carregar a bateria (dos 15 até aos 100%).

Para terminar, mas não menos importante, o Wiko Power U10 sai e fábrica com o Android 11 (Go Edition). Já é um sistema muito conhecido de todos nós, e funciona muito bem. Apesar de a Wiko ter colocado algum bloatware neste equipamento (meia dúzia de jogos/aplicações), ele pode ser facilmente desinstalado. De um modo geral a interface é rápida e fluida, e neste ponto, o Android Go foi uma boa escolha feita pela Wiko. No entanto, no momento em que esta análise está a ser escrita (Janeiro de 2022), o equipamento ainda se encontra com o patch de segurança referente ao mês de Junho de 2021, algo que a empresa precisa de resolver urgentemente, já que a segurança é algo indispensável nos dias de hoje.

O telefone não tem qualquer sensor de impressão digital, mas conta com reconhecido facial que funciona bem, e sem falhas de maior.

Wiko Power U10

Veredicto Final Wiko Power U10

De um modo geral, este Wiko Power U10 cumpre com aquilo que a fabricante promete. Mas estamos perante um telefone da gama de entrada e não podemos que qualquer um dos seus "sectores" sejam óptimos. Considero ser smartphone que poderá servir para o utilizador ocasional, e que não é muito exigente.

O seu ponto forte é mesmo a autonomia, e foi com esse propósito que a Wiko lançou este telefone. Por isso, a nossa nota para este equipamento é:

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.