Análise Trust Muta (GXT 1230): Um comando sem fio para PC e Nintendo Switch

Análise Trust Muta (GXT 1230): Um comando sem fio para PC e Nintendo Switch

4 Junho, 2022 0 Por Joel Pinto

O mercado de comandos para as consolas, e PCs, está minado, e um dos muitos comandos actualmente no mercado, é o Trust Muta (GXT 1230), que tive a oportunidade de testar. E agora chegou o momento de disponibilizar a análise dos mesmos.

Apesar deste Trust Muta poder ser utilizado tanto no PC como na Nintendo Switch, os meus testes foram realizados em exclusivo na consola da Nintendo. Muitos podem preferir utilizar os Joy-Con, da própria consola, mas esses apenas os utilizo quando tenho a consola no modo portátil, já que no modo de TV, a minha preferência é a utilização de um comando dedicado, nem que seja para preservar os Joy-Con de eventual Drift. E quando assim é, utilizo o Pro Controller, mas com a chegada do Muta chegou o momento de utilizar uma alternativa.

E tal como o comando da Nintendo, este conta com tudo o que precisamos, ou seja um comando confortável, boa autonomia, Bluetooth, e controlos de movimento. Embora não seja perfeito, este Trust Muta é um bom comando para a Nintendo Switch, e um acessório essencial para qualquer proprietário da consola.

A Trust tem uma longa história de dispositivos sólidos, e este Muta segue esse mesmo caminho. Ele é muito robusto e não parece frágil como muitos outros comandos actualmente no mercado. Ele também tem um shell agradável. Os manípulos do comando são um pouco mais largos que os dos Joy-Cons com um recuo maior e uma aderência manipulada que permite um controlo mais rígido.

Trust Muta
Nintendo Pro Controller e Trust Muta

Embora subtil, a mudança é muito perceptível ao jogar jogos de acção como Fortnite ou Super Smash Bros. Ultimate. O comando em si é mais largo que a pega de conforto do Joy-Con e no geral é mais confortável, especialmente para pessoas que como eu, têm mãos grandes, ou que estão habituados aos comandos de outras consolas.

Ele conta com uma bateria interna que promete durar cerca de 10 horas, e que os meus testes comprovam que são valores reais. Ele também vem com um cabo USB-A para USB-C que pode ser ligado a uma porta USB na dock da Switch, ou em qualquer outra porta USB para carregar. Ele conta com alguns LEDs que nos indicam o estado de carga da bateria, mas eles apenas acendem quando o comando está ligado ao cabo de carregamento. E para terminar esta questão da bateria, fique a saber que para o carregar totalmente, quando ligado à dock da Switch, são necessários 2 horas.

O layout dos seus botões ABXY faz lembrar aqueles que temos nos comandos da Xbox, mas os analógicos são como os da PlayStation, então este Trust Muta parece ser uma combinação dos 2. Alem disso, o D-Pad é substituível, e a Trust fornece um substituto na caixa, para que possa utilizar aquele que melhor se adapta ao seu estilo de utilização.

Os seus gatilhos são digitais, embora na caixa diga que são sensíveis à pressão, e os únicos botões analógicos são os 2 bastões do polegar.

Para ligar o comando à Nintendo Switch, apenas precisamos de apertar a combinação de teclas "HOME" e "B". Só para testar, uma vez que estamos perante um comando Bluetooth, tentei ligar o mesmo a um smartphone Android, que apesar de o reconhecer e de se ligar ao mesmo, o comando não interage com o telefone, apesar de estar devidamente emparelhado (na caixa não faz referencia a suporte ao Android).

Em termos de jogabilidade com o mesmo, posso afirmar que joguei diversos jogos com o mesmo, durante muitas horas, como o Fortnite, Project Cars 3 e até Super Smash Bros e ele cumpre com tudo o que é prometido. Ou seja, ele manuseia de uma forma excelente, as sua vibrações estão muito bem presentes e são um dos seus pontos fortes, apesar de não serem progressivas.

Alem disso, consegui jogar a cerca de 10 metros da consola, sem nunca ter tido qualquer problema, ou queda na ligação, que é algo realmente muito bom.

Veredicto final Trust Muta (GXT 1230)

De uma forma simples e directa, este Trust Muta é um bom comando, mas ainda não consegue igualar o Pro Controller. No entanto, este comando da Trust custa pouco mais de metade do comando da Nintendo, e isso é um grande ponto a seu favor... justifica o investimento suplementar no Pro Controller? Cada um sabe do seu bolso, mas o preço desse dá para comprar 2 comandos Trust Muta, por isso cabe a cada um de nós escolher o que é melhor para si.

O que posso dizer é que este Trust Muta tem uma pegada excelente, acabamentos acima da média para o preço que é pedido por ele, as suas vibrações são brutais, e o facto de poder substituir o D-Pad também é uma mais valia.

O único ponto menos positivo que posso apontar, é o facto de não ter uma porta para os fones de ouvido. Algo que realmente pode fazer falta. De resto, considero um excelente comando, e que cumpre totalmente com a promessa da Trust. Como tal, a minha nota para o mesmo é:

O Muta (GXT 1230) foi-me gentilmente fornecido pela Trust para que a realização desta análise fosse possivel. Se quiser, pode aceder à página oficial do produto aqui.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.