Análise TCL Plex - Uma bela surpresa

Análise TCL Plex - Uma bela surpresa

28 Dezembro, 2019 0 Por Joel Pinto

Desconhecido para muitos, a TCL é uma fabricante chinesa de dispositivos de consumo, que lançou recentemente em Portugal um novo smartphone, o TCL Plex. A empresa é mais conhecida no nosso mercado, pelos seus televisores, e será que o seu mais recente smartphone consegue surpreender? É isso que vamos decifrar com esta nossa análise.

Análise TCL Plex: Ecrã

Apesar de a TCL ter decidido usar um ecrã IPS neste smartphone, a verdade é que ele é um dos ponto mais fortes deste equipamento. Este ecrã conta com um recurso chamado NXTVISION, que mereceu a minha especial atenção: o telefone transforma uma imagem regular numa imagem HDR. Surge a pergunta: por que isso é necessário? A resposta é muito simple: porque é bonito. A imagem fica mais clara e os meios-tons aparecem em frames escuros.

Portanto, se não gosta muito dos ecrãs OLED, esta é uma excelente solução, já que os seus olhos ficam menos cansados ​​ao ler documentos, ou a assistir a vídeos. O telefone ajusta-se à iluminação e altera o equilíbrio de cores da imagem, que é realmente conveniente. Além disso, existe um modo especial para leitura, bem como um modo nocturno para reduzir ainda mais a fadiga ocular.

TCL Plex

Outra nota de grande destaque é o facto de o ecrã não contar com qualquer entalhe, apenas tem um pequeno orifício para a câmara frontal no canto superior esquerdo. Simples, minimalista e muito bem arrumado.

As margens em torno do ecrã são muito finas, incluindo o queixo, o que torna o ecrã muito elegante, e vistoso.

Design

Ele não oferece um aspecto arriscado, pois o TCL PLEX mantém as linhas de design habituais de smartphones com as suas características, embora ofereça alguma distinção na face traseira graças às lentes em linha, da tripla câmara traseira, com um Flash Led em cada extremidade e, não menos curioso, também graças ao leitor de impressão digital capacitivo que se destaca pelos seu formato traseiro.

TCL PLEX

Embora possamos encontrar smartphones desta gama com corpo de alumínio, o TCL PLEX mantém o contorno de plástico com um toque que não é nada desagradável. Dupla face de vidro, frente bem utilizada graças ao orifício no ecrã (que não incomoda após alguns minutos de uso), molduras um tanto generosas e uma face traseira com bordas curvas que infelizmente escorregam excessivamente. Embora eu esteja habituado a esses tipos de acabamentos, notei que o TCL PLEX está mais escorregadio que o normal, embora o TCL inclua uma capa transparente na caixa, que resolve logo este problema.

O TCL tem os botões do lado direito: os de power e de volume. No entanto, ele conta com um quarto botão no lado esquerdo para ligar o Google Assistant ( ele pode ser configurado para funcionar com três gestos: um toque, dois e pressão longa). Nesse lado, há também a bandeja para dual nano SIM ou SIM e cartão SD.

Na extremidade inferior, o TCL PLEX oferece o USB C e a saída do altifalante externo. No lado oposto, a marca não esquece o fone de ouvido. Além disso, não ignoraram o rádio FM, um detalhe apreciado.

Fotografia

O TCL Plex conta com triplo sensor, disposto horizontalmente, na parte traseira, que são acompanhados por dois flash Led em ambos os lados. Esse design é tudo menos comum. Não me lembro de ver um smartphone com esta disposição, em que o mais parecido é a linha S10, da Samsung.Os módulos da câmara não são salientes, e felizmente  estão localizados bem longe do sensor de impressões digitais, por isso será difícil meter o dedo em cima dos sensores fotográficos, de forma acidental.

A sua câmara principal tem 48 megapixeis (se desejado) já que este modo é escolhido através do menu de Definições. No estado normal, o telefone usa frames de 12 megapixeis, que se diga de passagem, é mais do que é suficiente. Na minha opinião, a diferença entre as opções máxima e usual é perceptível apenas no corte, quando comparamos a imagem num monitor grande. Mas quando foi a última vez que fez isso?

Análise TCL Plex

O modo retrato funciona com um “desfoque” bastante claro do fundo sob excelentes condições de iluminação. Também existe um módulo de grande angular de 123° - este é o máximo para fotos criativas.
O smartphone tem ainda um módulo de 2 megapixeis para fotografar à noite, mas não vi muitos benefícios com ele: as fotos são as mesmas de uma câmara comum. É difícil viver sem estabilização óptica, mas pode usar um modo nocturno especial quando várias fotos são colados juntas numa única foto, em segundos. Pelo menos haverá menos ruído, e neste caso, precisa de segurar o telefone com muita firmeza... e tentar não tremer muito.

A câmara frontal é de 24 megapixeis com bons detalhes e reprodução de cores precisa, tira boas fotos no modo automático. Ao mesmo tempo, aprecie a grande angular, já que muita informação cabe na foto (excepto eu).

Software

A TCL, como era de esperar, utiliza o sistema operativo Android neste seu equipamento, e para ser mais especifico é o Android 9.0 Pie. Por cima do sistema, a TCL decidiu colocar uma "skin" muito suave e rápida. Confesso que gostei da sua Skin, que apesar de trazer algum bloatware, o mesmo pode ser removido com muita facilidade. As animações são fluídas, e a troca de aplicações é rápida. Nota-se que a empresa ainda tem aqui algum trabalho pela frente, e não será pelo software que o Plex deixará de ser um excelente equipamento. Só espera que a empresa não trate das actualizações de software, da mesma forma que trata para a sua sub-marca Alcatel.

Desempenho

O TCL Plex possui um Qualcomm Snapdragon 675, é essa foi uma escolha bastante lógica para um telefone de gama média. Esse processador é acompanhado por 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. E sim, ele conta com um slot para um cartão MicroSD, para que possa expandir a capacidade de armazenamento.

Este processador é capaz de correr qualquer aplicação que esteja na Play Store. Obviamente, os jogos mais pesados, apesar de ser executados, não podemos seleccionar as definições máximas. Mas posso-vos garantir que joguei ao PUBG Mobile e ao COD Mobile sem qualquer tipo de problema. Obviamente não tem o mesmo desempenho de um telefone de topo, mas funciona lindamente.

Abaixo deixo o teste do Antutu para que possam tirar as vossas conclusões. O teste não reflecte o uso no dia-a-dia, mas dá para ficar a perceber.

Bateria

Este smartphone conta com uma bateria com quase 4000 mAh, 3820mAh para ser mais correcto. É mais que suficiente para um dia inteiro com uso um pouco intenso, um dia e meio com uso moderado. Em nenhum momento me preocupei com a sua autonomia, pois todas as vez que saía de casa de manhã com ele carregado, chegava à noite sempre com mais de 20% da bateria. Nesse sentido, e embora eu não possa qualificar a autonomia como "gigante", diria que é mais do que suficiente para a grande maioria dos utilizadores.

A TCL manda um carregador de 18W, que faz com que o seu carregamento dure menos de 1 hora e meia, isto se deixar o telefone chegar quase aos 0% de bateria. Normalmente meti o mesmo a carregar quando chegava aos 15%, e nunca demorou mais de 1h15 minutos até chegar aos 100%. Não é o mais rápido, mas penso que em termos de carregamento, é bom.

Análise TCL Plex: Veredicto Final

Não tinha grandes expectativas em relação a este telefone, quando o recebi, mas com o seu uso fui verificando que ele não se pode comparar com outros telefones do mesmo grupo (nomeadamente o Alcatel).

É um telefone muito equilibrado que ainda precisa de alguns ajustes, que felizmente não são de hardware. Sim, o sistema operativo precisa de alguns ajustes. Nada que influencie o uso do equipamento, mas se comparado com outros telefones da mesma marca, nota-se que precisa de algum trabalho.

O ecrã foi algo que me surpreendeu, pois a qualidade de imagem é realmente excelente. O TCL PLEX é muito bonito, embora escorregue (como quase todos com este acabamento), o desempenho é adequado para um telefone desta gama, e o som é muito bom. Com uma autonomia que não causa dores de cabeça, considero este um dos telefones de gama média, mais equilibrados do mercado.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.