Análise: TCL 10 Pro - Premium por fora mas gama média por dentro

Análise: TCL 10 Pro - Premium por fora mas gama média por dentro

19 Maio, 2020 0 Por Joel Pinto

Quando a TCL lançou o Plex, o ano passado, eu não tinha grandes expectativas sobre o telefone de uma marca que era acima de tudo muito conhecida por ser uma mas maiores fabricantes mundiais de televisores. Acontece que algumas semanas depois tive o privilégio de receber o equipamento e a análise que fiz sobre este equipamento revela o que senti: surpresa, e pela positiva.

Este ano a empresa, ao contrário do ano passado, anunciou 3 smartphones, o TCL 10 Pro, o 10L e 10 5G. A análise de hoje é só para o primeiro, e mais premium, desses 3 smartphones, o 10 Pro. E como a marca me conseguiu surpreender no seu primeiro smartphone, naturalmente as minhas expectativas para este equipamento aumentaram. Mas será que conseguiram mais uma vez surpreender? É isso que vamos ver.

Design e ecrã

O design do TCL 10 Pro é inegavelmente o seu ponto de venda mais forte. A primeira vez em que peguei neste telefone, fiquei maravilhado com a sensação ao toque, com um acabamento fosco suave no vidro traseiro e um revestimento fosco na armação de metal. É incrivelmente suave ao toque, apesar de ligeiramente escorregadio. A única área que não possui acabamento fosco é na zona dos sensores fotográficos na parte traseira, já que aí possui um acabamento brilhante para destacar os sensores. E adianto já que adoro o design deste equipamento. Os sensores estão à face da parte traseira e não existe qualquer saliência que torna o smartphone mais grosso. Parabéns TCL.
Alem disso, a cor que me foi disponibilizada é um cinza gradiente com diferentes tons quando a luz reflecte sobre o mesmo.

No lateral esquerda do equipamento temos o botão Power e os botões de volume. Já na lateral direita, temos um botão texturizado para o assistente virtual, que no caso é o Google Assistant. Infelizmente este botão serve exclusivamente para este fim, e não o podemos mapear para qualquer outra coisa, como por exemplo para tirar fotografias. Talvez numa futura actualização de firmware a TCL permita que ele seja mapeado.
Na parte inferior temos o único altifalante deste telefone, um microfone, uma porta USB tipo C e o slot nano-SIM. Na parte superior, temos a já rara porta de 3,5mm para os fone de ouvido, outro microfone e um sensor de infravermelhos, que por exemplo permite transformar o seu smartphone num comando para controlar a sua TV, uma box, um ar condicionado, ou qualquer outro dispositivo que use esta tecnologia.

Em relação ao ecrã, este TCL 10 Pro vem com o melhor que o mercado pode oferecer, ou seja um ecrã AMOLED, que continua a ser acompanhado pelo tecnologia proprietária da TCL, a NXTVISION. Este ecrã conta com 6,47 polegadas e as suas cores são vibrantes e com nitidez suficiente Alem disso, quando assistimos a conteúdo HDR real, a qualidade de imagem fica espectacular linda. O meu maior problema com este ecrã é que as suas cores tendem a ficar um pouco saturadas, no entanto alterar o perfil do ecrã para um perfil de cores suave ajudou bastante na solução deste "problema", mesmo que ainda pareça um pouco vibrante demais para o meu gosto.
Ele conta com um sensor de impressão digital que me pareceu ser tão fiável como na maioria dos telefones, e possui molduras razoavelmente pequenas. As laterais deste ecrã são ligeiramente curvas, e conta com um pequeno entalhe na parte central superior para alojar o sensor fotográfico frontal.
Em alguns momentos senti que a sensibilidade do ecrã nas laterais (curvadas) é colocada em causa, mas no geral funcionou muito bem.

Sensores Fotográficos

Se esteticamente as câmaras deste TCL 10 Pro são excelentes, o seu desempenho real fica um pouco aquém do desejado. Ele conta com 4 sensores na traseira, em que o seu sensor principal é de 64 megapixeis, um sensor ultra largo de 16MP, um lente Macro de 5MP e uma lente de detecção de profundidade com 2MP. Já na frente, temos um sensor de 24MP.
Na teoria, essas especificações parecem tudo aquilo que precisa para ter uma boa experiência fotográfica, mas as fotos do 10 Pro acabam por parecer excessivamente processadas, antinaturais e às vezes completamente fluorescentes.


Pessoalmente gosto de fotos com cores vivas, mas o TCL 10 Pro abusa na grande maioria das cenas, chegando a ser mais do que eu considero ser demais. É muito comum que as cores sejam muito mais fortes do que na vida real e, embora possa parecer interessante, não posso deixar de sentir que as fotos não parecem ser reais. Pode parecer estranho, mas habitualmente queixo-me do oposto, por isso, talvez esteja a ser um pouco exigente demais com a TCL.
No entanto, tudo isto piora ainda mais em condições de pouca luz, onde o modo de captura padrão aumenta muito todas as cores. Felizmente, o modo Super Night, da TCL, ajuda e suaviza alguns desses destaques, embora ainda esteja distante de ser perfeito.
Já a câmara frontal tira boas fotos, e não abusa tanto nas cores, e no geral faz um bom trabalho.

Em relação aos vídeos, sinceramente parecem-me bem melhor que as fotos. A imagem é óptima, e o modo nocturno na gravação de vídeo faz um excelente trabalho, e isso prova que a falha da fotografia neste equipamento está no software, e não no hardware. A qualidade da gravação de vídeo não é a melhor que já testei, nem perto disso, mas permite por exemplo a gravação de vídeo até 4K a 30fps e faz vídeos em câmara lenta até 960fps a 720p, com boa qualidade. A estabilização da imagem geralmente é boa, no entanto também são verificados alguns tremores durante a reprodução. Mas no geral, cumpre muito bem nesta secção de gravação.

Mais uma vez, acredito que a TCL possa corrigir os problemas dos sensores através de uma actualização. Provavelmente uma aplicação de terceiros ajude a melhorar muito a qualidade fotográfica deste equipamento. Sinceramente, e por questões lógicas não a instalei (antes de terminar esta análise) porque a minha análise é sobre o que a TCL tem para oferecer, e não os terceiros... mas vão por mim, uma aplicação de terceiros vai ajudar, e muito, na fotografia. (TCL é para leres isto).

Desempenho

No seu interior, este TCL 10 Pro não é muito diferente do TCL Plex, por isso o seu desempenho está longe de ser diferente, e são quase gémeos. Mais uma vez, a TCL decidiu equipar este equipamento com o Qualcomm Snapdragon 675, que não me parece que seja a melhor solução para um smartphone de 2020. Esse processador é acompanhado por 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno. E sim, ele conta com um slot para um cartão MicroSD, para que possa expandir a capacidade de armazenamento.

Apesar de achar que este processador já é muito "inícios de 2019", a verdade é que ele é capaz de correr qualquer aplicação que esteja na Play Store. Obviamente, os jogos mais pesados, apesar de ser executados, não podemos seleccionar as definições máximas. Mas posso-vos garantir que joguei ao PUBG Mobile, o COD Mobile e ao Fortnite sem grandes problemas. Obviamente não tem o mesmo desempenho de um telefone de topo, mas funciona razoavelmente na grande maioria dos jogos.

Abaixo deixo o teste do Antutu para que possam tirar as vossas conclusões. O teste não reflecte o uso no dia-a-dia, mas dá para ficar a perceber.

Bateria

Este smartphone conta com uma bateria de 4500 mAh, e é mais que suficiente para um dia inteiro com uso intenso, um dia e meio com uso moderado. Em nenhum momento me preocupei com a sua autonomia, pois todas as vezes que saía de casa com ele carregado, chegava à noite sempre com mais de 30% da bateria. Nesse sentido, e embora eu não possa qualificar a autonomia como "gigante", diria que é mais do que suficiente para a grande maioria dos utilizadores.

A TCL disponibiliza um carregador de 18W, que faz com que o seu carregamento dure menos de 1 hora e meia, isto se deixar o telefone chegar quase aos 0% de bateria. Normalmente meti o mesmo a carregar quando chegava aos 15%, e nunca demorou mais de 1h15 minutos até chegar aos 100%. Não é o mais rápido, mas penso que em termos de carregamento, é bom.

Software

A TCL, como era de esperar, utiliza o sistema operativo Android, e neste seu equipamento, e para ser mais especifico é o Android 10, que é actualmente a versão mais recente do sistema da Google, e a TCL não fez muitas mudança em relação ao seu antecessor. Por isso a empresa continua a usar uma Interface muito suave e rápida. Gosto desta interface, mas ainda vem com algum bloatware, que apesar de poder ser removido com muita facilidade, são dispensáveis. As animações são fluídas, e a troca de aplicações é rápida.

Agora também temos o recurso AllwaysOn, e a TCL foi inteligente o suficiente para remover o seu "assistente inteligente" substituindo-o pelo feed de notícias da Google.

Nota-se que a empresa ainda tem aqui algum trabalho pela frente, e não será pelo software que o TCL 10 Pro deixará de ser um excelente equipamento.

Análise: TCL 10 Pro - Veredicto Final

O TCL 10 Pro é uma actualização de outro telefone da empresa, o Plex. Por isso, ganhou um novo, e belo, design de vidro e metal, dos mais bonitos que já tive a oportunidade de experimentar, um ecrã significativamente melhor e um scanner de impressão digital no próprio ecrã. Ele também mantém a maior parte do que já era bom no Plex, incluindo a gravação de vídeo em condições de pouca luz e um desempenho interessante para um telefone de gama média.

No entanto, é inegável que este é quase um TCL Plex com uma carcaça diferente, e por isso esperava mais em alguns pontos, especialmente na sua câmara traseira, que chega a ser um pouco decepcionante. Provavelmente, pelo facto de o Plex existir, e ter sido surpreendente no seu lançamento, é que está a deixar um pouco este TCL 10 Pro, para "segunda linha".


No entanto, este TCL 10 Pro é definitivamente melhor do que o Plex, e vale o valor que é pedido por ele (€499), mas ainda considero o Plex uma melhor relação de qualidade e preço se comparado com este, já que facilmente encontramos o mesmo no mercado por um preço a rondar os €229... que é muito menos de metade do valor pedido pelo 10 Pro.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.