Análise Tapo C200 - Uma Câmara inteligente da TP-Link

Análise Tapo C200 - Uma Câmara inteligente da TP-Link

11 Novembro, 2020 1 Por Joel Pinto

As câmaras de segurança estão cada vez mais na moda, e cientes dessa situação, as fabricantes produzem cada vez mais câmaras mais pequenas, e mais inteligentes, para atender a essa demandada. A TP-Link é relativamente nova nesta negócio, mas parece estar preparada para fazer frente aos gigantes do sector, e conta com uma câmara inteligente, de baixo custo, e que hoje vamos deixar aqui a nossa análise, e estou obviamente a falar da Tapo C200.

Esta Tapo C200 não é um orgulho em termos de design, já que ela conta com uma aparência muito simples, e discreta. Conta com uma "cabeça" redonda com um corpo totalmente em branco.

A sua base conta com algum peso indispensável para que possa ficar de pé, e não se mova no momento de operar com a mesma. Alem disso, ela conta com a opção de fixação, por exemplo ao tecto, e os seus acessórios vêm incluídos na embalagem. No entanto, parece-me algo desnecessário, já que para usar esta câmara, temos de utilizar um pequeno transformador, e o seu fio tem apenas 2 metros, que não devem ser suficientes para ir do tecto a uma tomada eléctrica. Sim, esta câmara não conta com qualquer bateria embutida.
No entanto, parece-me perfeita para colocar em cima de um móvel, "camuflada" por outros objectos.

Depois de devidamente montada no local à sua escolha, esta câmara é muito polivalente, já que a sua lente tem a capacidade de se mover na faixa vertical em cerca de 114° e na faixa horizontal completa de 360​​°, dando ao utilizador a total liberdade para olhar para quase qualquer lugar do local onde ela está montada, usando uma aplicação no seu smartphone (Android ou iOS).
Com a aplicação TP-Link Tapo, pode ajustar o ângulo a qualquer momento, alem de poder configurar a câmara para girar constantemente para a esquerda e para a direita, como se de uma câmara CCTV se trata-se. Alem disso, também poderá ajudar o seu ângulo manualmente na própria câmara.

Alem disso, a aplicação tem uma funcionalidade muito interessante, que é o facto de permitir que o utilizador guarde os seus ângulos favoritos. Isso é especialmente importante, se por exemplo tem várias janelas no local onde está a "vigiar" e pretende que ela tenha especial cobertura para essas zonas... assim quando estamos longe do local, podemos aceder a esses mesmos ângulos de forma mais rápida, através do nosso smartphone. Algo realmente útil.

Em termos de qualidade de imagem, e face ao preço exigido por esta Tapo C200 (cerca de €30), fiquei surpreendido. A câmara é capaz de gravar vídeo em 1080p e um LED IR de 850nm integrado permite que veja até cerca de 9 a 10 metros de distância à noite, que deverá ser mais do que o suficiente para a maioria das assoalhadas de uma casa.
Não é o melhor vídeo que já vimos numa câmara, mas é uma solução mais do que suficiente para aquilo que a câmara se compromete a fazer.

Mas onde grava esta câmara as suas gravações? Enquanto a maioria das outras câmaras inteligentes utiliza tecnologia de nuvem para gravação de vídeo, que as faz depender de uma ligação à Internet, a C200 usa um cartão microSD embutido. Esta foi a solução arranjada pela TP-LINK, que nem é boa, nem é má. É boa porque podemos decidir o que gravar, quando gravar e o tempo de gravação, e é mau porque o armazenamento local não permite backup, e é algo que normalmente é muito útil quando o assunto é vigilância.

A câmara tem embutido uma espécie de sirene, que pode ser programada para disparar em caso de intrusão. Ela não toca suficientemente algo para alertar quem quer que seja, fora do local onde está, mas pode fazer com que os invasores pensem duas vezes antes de entrar naquela zona, dando a clara informação de que estão a ser vigiados.

Veredicto final Tapo C200

Estamos perante um dispositivo de baixo custo, e que cumpre muito bem a função a que se compromete. O facto de fornecer cobertura horizontal de 360 ​​° e cobertura vertical de 114° em qualquer espaço interno já é um bom motivo para escolher a câmara. Depois a sua qualidade do vídeo não é má, tanto de dia como de noite, e o facto da sua visão nocturna funcionar até sensivelmente até 10 metros, e de ter uma boa aplicação de gestão, faz deste dispositivo algo verdadeiramente interessante.

No entanto tem alguns defeitos, e o primeiro é o facto de não contar com uma pequena bateria interna, que podia fazer toda a diferença. O facto de não permitir o armazenamento em nuvem também pode ser um problema em algumas ocasiões, já que se lhe roubarem a câmara, roubam-lhe as filmagens, e fica sem saber quem foi.. Mas essa funcionalidade iria fazer com que o seu preço fosse substancialmente superior.