Análise Samsung Galaxy SmartTag2: Perder algo faz parte do passado

Análise Samsung Galaxy SmartTag2: Perder algo faz parte do passado

31 Janeiro, 2024 0 Por Joel Pinto

A Samsung anunciou o Galaxy SmartTag2 em outubro de 2023 e é a segunda geração da linha de rastreadores inteligentes da empresa. Ele apresenta algumas vantagens quando comparado a rivais como Tile e até Apple AirTag. E como podem ter percebido pelo titulo do artigo, o mesmo é destinado à nossa análise ao mesmo.

Este rastreador apresenta um design diferente do SmartTag original, com uma grande alça de metal que facilita, por exemplo, quem quiser fazer o mesmo de porta-chaves, prende-lo à uma mala, ou a outros objetos sem a necessidade de estojo ou acessório, como exige o Apple AirTag.

O rastreador inteligente funciona exatamente como a geração anterior, utilizando o Bluetooth Low Energy (BLE) para se comunicar com telefones Samsung Galaxy de outras pessoas em espaços públicos e triangular a sua localização de forma totalmente anónima.

Como uma das maiores vendedoras de smartphones do mundo, em teoria a Samsung terá uma rede invejável, que só pode ser comparada à da Apple. No entanto, como o recurso de rastreamento BLE (Bluetooth Low Energy) não está ativo por padrão nos smartphones Galaxy, a rede SmartThings permanece menor que a rede Find My, da Apple.

A Samsung anunciou em março de 2023 que existem mais de 300 milhões de dispositivos na sua rede, um aumento significativo em relação aos 200 milhões relatados em julho de 2022. Este número deve ser mais do que suficiente para áreas urbanas, especialmente em países onde a Samsung tem uma participação de mercado substancial.

SmartTag2

Design e qualidade de construção

O Galaxy SmartTag2 é um rastreador de construção sólida com dimensões compactas e um grande anel de metal para prender o rastreador a uma mala, porta-chaves ou à coleira de um animal de estimação. Também é resistente à água e poeira, já que conta com a certificação IP67.

O anel de metal faz com que o rastreador pareça maior do que realmente é, e facilita o transporte com as suas chaves ou bolsa, e não pesando muito para colocar na coleira de um animal de estimação, já que tem menos de 14 gramas. Outra vantagem do anel é que ele torna o SmartTag2 mais resistente na hora de tirar as chaves da mala cheia ou quando o seu animal de estimação se coça.

O Galaxy SmartTag2 vem com uma ferramenta semelhante às utilizadas para abrir a bandeja do SIM nos smartphones, mas neste caso ejeta a bandeja da bateria. O rastreador usa baterias CR2032 padrão que são fáceis de encontrar e substituir. A Samsung anuncia até 500 dias no modo padrão, que podem ser estendidos para até 700 dias com o modo de economia de energia disponível na aplicação SmartThings.

Configuração e utilização

O SmartTag2 vem em duas opções de cores com um único conjunto de recursos, incluindo suporte para Bluetooth Low Energy de médio alcance e Ultra-Wide-Band (UWB) mais preciso disponível no SmartTag anterior.

Para começar, o timming de lançamento do Galaxy SmartTag2 é provavelmente um dos piores da memória recente, uma vez que a Google já anunciou a sua própria rede Find My Device, durante o Google I/O 2023. A nova rede vai tornar-se automaticamente a maior rede de rastreamento, sendo instalada em praticamente biliões de smartphones e tablets Android através de uma atualização do Google Play Services. Outro ponto menos positivo deste SmartTag2 é que ele só funciona com equipamentos Samsung Galaxy, tanto para emparelhamento como para localização. Tentar emparelhar o rastreador com a aplicação SmartThings instalada num smartphone Google Pixel retorna uma mensagem de erro que não pode ser ignorada. Da mesma forma, tentar localizar uma SmartTag num telefone de outra marca exibe uma mensagem: Não compatível. E este é o verdadeiro motivo pelo qual demorei a realizar esta análise... agora que estou a utilizar o Samsung Galaxy S24 Ultra, já foi possivel a realização desta review.

Se possui um tablet ou smartphone Galaxy, a configuração é simples. Basta seguir as etapas padrão para emparelhar um dispositivo com a conta Samsung na aplicação SmartThings. A aplicação irá detetar o rastreador e oferece um passo a passo pelas etapas necessárias, incluindo uma atualização de firmware.

Posteriormente, pode renomear cada tag emparelhada para algo mais fácil de lembrar e associá-la a um local e sala. A Samsung anuncia o último recurso como algo que permite o uso da SmartTag com o Bixby, mas, eventualmente, começa a mostrar como o SmartTag2 está integrado ao maior ecossistema SmartThings de uma forma desnecessariamente complicada.

Encontrar a seção SmartThings Find na aplicação é algo muito simples, mas o rastreador pode ser enterrado na guia Dispositivo, dependendo do número de dispositivos associados à sua conta. Alternativamente, pode ir para a guia Vida para chegar à secção Find responsável por localizar não apenas as SmartTags associadas à conta, mas também outros telefones, tablets e relógios Galaxy.

Perdidos e Achados

Na interface do mapa, pode verificar a localização aproximada da SmartTag e ativar alguns recursos. Se estiver fora do alcance do BLE, poderá definir uma rota de navegação para o mesmo, e verificar o histórico de localização e até mesmo o nível da bateria. Se o smartphone estiver próximo ao rastreador, poderá reproduzir um som de alerta no SmartTag2 que seja alto o suficiente para ser localizado, mesmo que esteja por baixo de uma almofada.

Há também o Modo Perdido, que envia uma mensagem para quem scaneia a SmartTag2 utilizando o NFC, com a opção de definir informações de contacto. A Samsung afirma que o SmartTag2 pode ser rastreado exclusivamente por uma conta SmartThings de cada vez, independentemente das configurações familiares na aplicação SmartThings.

A empresa afirma que esse é um recurso de privacidade, mas torna mais difícil para um casal localizar os seus animais de estimação ou usar o telefone do seu companheiro para localizar uma mala, por exemplo, se o telefone ficar sem bateria.

A aplicação SmartThings tem outra limitação, ela pode localizar tags desconhecidas (perseguidoras) à sua volta, mas apenas as SmartTags da própria Samsung. Essa falha será corrigida com a rede Find My da Google, que também oferecerá a opção de notificar quando um AirTag desconhecida estiver a seguir um telefone Android.

Mas já chega de pontos negativos. Para aqueles que investem no ecossistema da Samsung, o Galaxy SmartTag2 funciona bem e de forma confiável. Especialmente para quem tem um telefone compatível com UWB. O padrão de rádio de baixa potência pode ser utilizado para encontrar com precisão um SmartTag2 próximo. Dentro do alcance UWB, a aplicação SmartThings exibe a distância aproximada e a localização do mesmo.

Nos meus testes deu para verificar que a margem de erro é menor que meio metro, mesmo com alguns telefones de outras marcas, com rádio UWB por perto. E como mencionado anteriormente, pode acionar um som de alerta para localizar a SmartTag2.

Veredicto final Samsung Galaxy SmartTag2

O Galaxy SmartTag2 é um rastreador superior em relação à primeira geração, que até ajudou pessoas a localizar familiares com Alzheimer precoce, num claro uso indevido da tecnologia, mas ainda assim… Com suporte UWB por padrão, IP67 para resistência a água e poeira, bateria de maior duração e um loop de metal maior, o SmartTag2 é obviamente uma boa escolha para quem já possui o SmartTag original e precisa de mais rastreadores.

O SmartTag2 funciona como anunciado, mas ainda é limitado pelo pequeno número de telefones UWB compatíveis disponíveis para compra (basicamente os Galaxy S Plus e Ultras, Flips e Folds, além de alguns modelos Note antigos) e a sua exclusividade artificial para dispositivos Samsung.

Se a Samsung conseguir atualizar o firmware do SmartTag2 para suportar a rede da Google e tornar-se interoperável com os biliões de equipamentos Android existentes, voltarei a fazer esta análise e provavelmente aumentarei a sua pontuação para o máximo, mas por agora, a nota é:

O Galaxy SmartTag2 foi-nos gentilmente disponibilizado pela Samsung para que conseguíssemos realizar esta review. Se quiser, pode aceder à página oficial do produto aqui.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook, no, Threads, do Instagram, do BlueSky e do X? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.

Joel Pinto

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este é o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.

Informático de profissão, e apaixonado por novas tecnologias, desportos motorizados e BTT.