Análise Logitech M190: Porque o bom não tem de ser caro

Análise Logitech M190: Porque o bom não tem de ser caro

28 Março, 2021 0 Por Joel Pinto

Em Agosto de 2020 a Logitech anunciou o M190, um rato sem fio de baixo custo. Mas como em tudo onde a Logitech "mete a mão", é natural que tenha alguma qualidade, e por esse motivo decidimos que era importante testar este rato da gama de entrada. Sim, estamos perante um rato sem fio de baixo custo que promete satisfazer as necessidades da grande maioria dos utilizadores.

Trata-se de um dispositivo que foi projectado para seguir a curva natural da mão, com botões arredondados e suporte adicional para a palma da mão, e que proporciona um uso sem preocupações até 18 meses. Ele conta com um receptor USB que permite que se faça simplesmente plug and play, e facilitando o transporte de um espaço de trabalho para outro, com conectividade confiável.

Logitech M190

Ele permite ligações a diversos sistemas operativos, como Windows 7 ou superior, macOS 10.10 ou posterior, ChromeOS e qualquer sistema Linux com Kernel 2.6+ onde funciona com uma interface USB.

O seu design ambidextro permite que seja utilizado tanto com a mão esquerda, como com a direita. E uma vez que se trata de um rato "Full Sized" não causa o incomodo de ser demasiado pequeno, já que a mão assenta bem em cima do mesmo.

A grande preocupação dos utilizadores quando compram um rato sem fio, é sem duvida a sua autonomia. E este Logitech M190 apesar de funciona com uma pilha AA, a marca promete 18 meses de utilização sem preocupações. Reparamos que alguns segundos depois de o deixar de utilizar, o mesmo entra automaticamente no modo de economia de energia, e um pequeno toque no mesmo, responde de imediato. Os nossos testes ao dispositivo duraram cerca de 3 semanas, e como já era esperado, não houveram preocupações com a pilha. Não conseguimos comprovar que os 18 meses prometidos pela marca sejam cumpridos, já que isso deve depender muito do tipo de pilha que é usada e do estilo de utilização (ela já vem com uma pilha alcalina da Duracell). Mas dado que estamos perante um rato da gama de entrada, com um utilização diária de mais de 10 horas de trabalho intenso, não tivemos qualquer preocupação, pelo que acreditamos que com uma boa pilha alcalina, os 18 meses informados pela marca sejam possíveis de obter. Que é algo excelente.

Alem disso, se não o vai utilizar durante algum tempo, ele conta com um botão na parte inferior, onde o poderá desligar manualmente.

Em termos de utilização, precisão e desempenho, também nada a apontar, seja em termos de rastreamento (movimento do cursor), rolagem do Scrool, como a sua precisão, tudo funciona muito bem.

O seu sensor conta com 1000dpi, que são mais do que suficientes para a grande maioria dos utilizadores domésticos, ou mesmo no escritório.

Durante as semanas em que testamos o mesmo, não tivemos qualquer falha de comunicação entre o rato e o dispositivo que está ligado, e a marca dá conta de que o mesmo pode operar até 10 metros de distancia.

Veredicto Final Logitech M190

Mais uma vez a Logitech demonstra que o que faz, faz com qualidade. Este rato vai certamente satisfazer as necessidades da grande maioria dos utilizadores domésticos. Mesmo tratando-se de um dispositivo da gama de entrada, e de baixo custo, é uma excelente escolha para quem quer um rato sem fio.

Por cerca de 15 euros, que é o seu preço de custo, acho que não se pode pedir muito mais de um rato sem fio. Por isso, a nossa nota para ele é:

 

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.