Análise Huawei Y6p: Boa relação de qualidade e preço

Análise Huawei Y6p: Boa relação de qualidade e preço

1 Julho, 2020 0 Por Joel Pinto

Como pode ter percebido pelo titulo deste artigo, o assunto é a análise um pouco mais detalhada do Huawei Y6p, um telefone de baixo custo que chegou ao mercado no inicio do mês de Junho.

Design e Ecrã

Atualmente, a grande maioria dos smartphones são grandes, e depois existem alguns smartphones que nem por isso são grande, como é o caso deste Y6p. No entanto, trata-se de um telefone pesado, mas, ao mesmo tempo, fácil de segurar já que conta com margens arredondadas.

Não se deixe enganar pelo seu acabamento, já que ele dá uma ilusão de ser em vidro, mas a verdade é que é feito de policarbonato. A sua cor é bonita, o acabamento dá-lhe um toque elegante mas não é vidro. Parece divertido e nervoso, especialmente nesta cor roxa, que foi a variante que recebemos para testar. No entanto também existem outras cores, como o preto e o verde… mas ainda bem que a Huawei nos enviou a unidade desta cor, já que é diferente do que vemos habitualmente.

Na parte traseira, temos uma configuração com três sensores fotográficos empilhados verticalmente, juntamente com um flash LED, um scanner de impressão digital e algumas marcas da Huawei. As câmaras criam uma pequena saliência, mas não fazem o telefone tremer quando colocado em superfícies plana, como por exemplo, numa secretária.

Na parte da frente deste Huawei Y6p temos o ecrã com um entalhe em forma de gota de agua que conta com o sensor fotográfico frontal e o altifalante de ouvido. Este ecrã é protegido com um painel de vidro 2.5D e chega com um protetor de ecrã pré-instalado.

Na lateral direita temos o botão power e os botões de volume, e o seu posicionamento é perfeito. Já na lateral esquerda temos a bandeja SIM que suporta dois cartões nano-SIM e um cartão microSD (com até 512 GB). Na parte superior, há um microfone secundário, enquanto na parte inferior estão o altifalante, a porta micro-USB, o microfone principal e o fone de ouvido.

Em relação ao ecrã deste Huawei Y6p, é na verdade um painel IPS TFT LCD com 6,3 polegadas e com  resolução HD+, com 1600 x 720 pixeis, e com uma relação de ecrã e corpo de 88,4%. Não é a melhor, mas, estamos perante um equipamento da linha de entrada, e por isso acho que é ajustado. As cores do ecrã tem alguns detalhes nítidos e cores naturais, e que são personalizáveis ​​nas configurações, para quem preferir tons mais frios, ou mesmo mais quentes.

Huawei Y6p

Para visualizar este ecrã sob luz solar directa, só com o brilho no máximo, e ainda assim com muita dificuldade.

Áudio

Em termos de áudio, este Huawei Y6p conta com um único altifalante. Possui um recurso chamado SuperSound para melhorar a qualidade do áudio com um volume máximo de 88dB. Com o volume entre os 50 e os 75% de volume, ainda é alto, com agudos e médios bem presentes, mas os graves estão completamente ausentes. No entanto, com o aumentar do volume o som tende a ficar distorcido, como tal, o melhor é nem usar.

No entanto, com uns fones de ouvido, que podem ser aqueles que precisam de um porta de 3,5mm, o som é muito interessante, e consegue-se uma melhor experiência de áudio.

Fotografia

Tal como já tinha revelado, o Huawei Y6p conta com uma configuração de tripla câmara traseira, que é composta por um sensor principal de 13MP, um sensor grande angular de 5MP com um campo de visão de 120 graus, e um sensor de profundidade de 2MP. Enquanto isso, na frente temos um sensor de 8MP.

Quanto à qualidade da foto, as fotos tiradas com ao sensores traseiros parecem vibrantes e nítidos, especialmente em condições de boa luz. Notará que há um aumento de cor no fundo, o que não é assim tão mau, mas às vezes pode resultar em fotografias que parece que foram editadas. As cores em situações de pouca luz podem parecer “abafadas”, e infelizmente, não temos um modo noturno disponível na aplicação da câmara.

Para selfies, as fotos ficam brilhantes, suaves e com tons mais frios. Eles são decentes o suficiente para as redes sociais, e nem por isso contam com muito ruído.

Quanto à gravação de vídeos, com este telefone podemos gravar em até 1080p a 30fps. A sua estabilização não é de todo boa, então é bom que tenha a mão firme.

Sistema operativo e software

Tal como em todos os equipamentos da Huawei, este Huawei Y6p vem com uma versão personalizada do sistema operativo Android, e aqui temos a EMUI 10.1, a versão mais recente do sistema da Huawei, e que é baseada no Android 10. Ele conta com uma gaveta de aplicações no ecrã inicial, além de recursos como modo escuro, modo e-book, phone clone, modo de viagem e modo de uma mão.

E, é claro, não podemos falar sobre software sem abordar o facto de que este telefone, infelizmente como tem sido habitual, não conta com os Google Mobile Service. Em vez disso, conta com a sua versão da Google Play Store, que é a AppGallery, que está cada vez mais completa, mas que ainda lhe falta muitas aplicações.

Parece que a Huawei está mesmo a esforçar-se para adicionar cada mais aplicações à sua loja. No entanto, ainda existem muitas aplicações que ainda não têm verdadeiros substitutos, e falo do Youtube ou do Instagram, que felizmente podemos usar no navegador. E melhor, podemos colocar um atalho para essa aplicação, do navegador, no ecrã inicial para uma ligação mais rápida.

Honestamente, é uma experiência diferente em comparação com as aplicações da Google, com mais ou menos dificuldades, funciona.

De resto, este telefone vem com tudo aquilo que habitualmente vem nos telefones da Huawei, e pouco bloatware está presente, que é uma excelente noticia para um equipamento da gama de entrada.

No entanto não posso deixar de referir que a Huawei em diversas situações sugere a instalação de diversas aplicações, que a meu ver têm pouco interesse, e isso era completamente desnecessário.

Desempenho

Este Huawei Y6p é alimentado por um processador octa-core da MediaTek, o Helio P22 (Mediatek MT6762R), que é acompanhado por 3GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno. E de forma direta: este telefone está longe de ser um cavalo de corrida. Essa combinação garante que as tarefas gerais, como navegar, enviar mensagens de texto, tirar fotos, redes sociais, etc, são executadas de forma natural e minimamente rápida. O lançamento de aplicações em segundo plano, pode por vezes causar alguns bloqueios, portanto, é bom que se otimize o dispositivo de vez em quando, especialmente quando sair de um jogo.

E já que estou a falar em jogos, alguns jogos com gráficos um pouco mais exigentes conseguem ser executados quando ligamos o Modo Desempenho. No entanto, encontramos algumas quedas de frames, de tempos em tempos. E ai provavelmente será forçado a usar as configurações gráficas mais baixas para conseguir jogar. Mas o que é frustrante é que a grande maioria dos jogos não estão presentes na AppGallery. A maioria dos jogos que costumo jogar para testar os telefones, como o PUBG Mobile, Call of Duty Mobile e Fortnite, ainda não estão disponíveis na loja da Huawei, então precisei de os descarregar através de fontes desconhecidas. No entanto, apesar da minha experiência dizer-me que o download de ficheiros APK não é um problema, o problema vem quando tentamos instalar os mesmos. Tive imensos erros de análise dos APK, que me impossibilitou de instalar praticamente qualquer aplicação. Além disso, das poucas que consegui instalar, regra geral tive problema na aplicação.

Tenho por habito disponibilizar as pontuações da aplicação do Antutu de todos os telefones que testo. E este é o primeiro telefone que não o vou fazer. Não por culpa minha ou por falta de vontade, mas sim porque pura e simplesmente não o consegui fazer. Em mais de 20 APKs que descarreguei da aplicação, todas elas deram erro de análise, e não permitiu a instalação (erro na imagem acima). A aplicação parece estar presente na loja da Huawei, mas a mesma tem a informação de que não é compatível com o Android 10, e por isso dá erro se tentarmos instalar… nunca vi nada assim.

Em relação ao sensor de impressão digital montado na parte traseira e desbloqueio facial, ambos funcionam muito bem, o scanner de impressões digitais é rápido e o desbloqueio de rosto funciona sem problemas, mesmo em condições de pouca luz.

Bateria

Quando se fala em bateria, fala-se num dos pontos mais fortes deste Huawei Y6p. Ele conta com uma bateria gigante, com 5000 mAh, mas que infelizmente é carregado através de uma porta micro-USB, e o resultado final é que dos 5% aos 100% demora quase 3 horas a carregar…. a meio do ano de 2020, é ridículo. Mas quando temos carga, os meus testes revelaram que dura quase 2 dias se tivermos o uso moderado. Fiz uma viagem de carro que durou quase 6 horas e durante todo esse tempo assisti a filmes em FullHD, e cheguei ao destino com mais de 50% de bateria.

A utilizar dados móveis, Wifi, e numa utilização normal, consegui fazer cerca de 5 horas e meia de ecrã ligado, que é excelente para um telefone para esta faixa de preço.

Veredicto Final Huawei Y6p

No momento em que este artigo está a ser escrito, este Huawei Y6p encontra-se a ser vendido por valores a rondar os €169, e por estes valores não é fácil comprar melhor. Ele conta com uma excelente bateria, câmaras interessantes e que cumprem bem aquilo que prometem (é a Huawei, nisto não falha) e um design engraçado.

No entanto, o Helio P22 com os seus 3GB de RAM ficam alguns furos abaixo daquilo que considero ser bom. Se é utilizador de redes sociais, email, mensagens, e pequenas aplicações, não terá grande problemas, mas com aplicações mais pesadas… bem com aplicações mais pesadas é melhor ficar longe deste telefone.


Ao contrario de outros telefones da Huawei que já testei, tive muitas dificuldades em instalar aplicações que não estão na AppGallery, e mesmo em algumas que lá estão, tive dificuldade, por isso, a Huawei tem de trabalhar mais o seu sistema. Não ter aplicações Google, e ainda assim não conseguir instalar outras aplicações, matam por completo a experiência que tive com este equipamento. Mas isto é tudo uma questão de software, que a Huawei certamente resolverá numa futura atualização.

No modo geral, o Huawei Y6p conta com uma excelente relação de qualidade e preço, e tal como referi anteriormente, nesta faixa de preço, não é fácil encontrar melhor.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.