Análise Huawei Matebook D14

Análise Huawei Matebook D14

28 Julho, 2020 0 Por Joel Pinto

Todos sabemos que a Huawei está longe de ser apenas uma fabricante de smartphones. Eles estão presentes em muitas áreas de negócio, e normalmente, o que fazem, fazem-no bem. Uma das áreas onde a empresa chinesa tem apostado, é nos notebooks, e um dos mais recentes é este Huawei Matebook D14, aquele que é o primeiro da Huawei que tenho a oportunidade de testar.

Design e ecrã

Esta versão do MateBook encaixa-se perfeitamente em tudo o que precisa, e tanto para um uso  escolar, profissional, ou simplesmente par entretenimento. Ele vem numa cor prata realmente muito bonita e com apenas 1,38 kg. É leve, mas não é o mais leve que já testei. A sua tampa é de liga de alumínio, e isso dá-lhe uma aparência elegante e premium.

Huawei Matebook D14

Na parte inferior temos um sistema muito bem trabalhado para optimizar o fluxo de ar. Ele possui pés em borracha perceptíveis para ajudar o fluxo de ar, e evitar o bloqueio do altifalante, que apesar de serem um pouco volumosos, são realmente úteis.

Nas lateral esquerda temos uma porta para o carregador, que é uma porta USB do Tipo C, uma porta USB 3.0 e uma HDMI. Enquanto na direita, contamos com uma porta USB 2.0 e uma entrada de 3,5mm para os fones de ouvido e o microfone 2 em 1. Infelizmente, não temos qualquer slot microSD. Ele possui um power com sensor de impressão digital para fazer login, e é realmente muito rápido a reconhecer a mesma.

Já o seu ecrã, é na verdade um painel IPS de 14 polegadas com a resolução FullHD (1080 × 1920 pixeis) e com uma protecção anti-reflexo que é realmente útil. Possui molduras finas na parte superior e nas laterais, mas possui a margem inferior significativamente mais espessa. Este ecrã foi certificado pela TUV Rheinland que reduz a emissão de luz azul.

A sua dobradiça pode abrir até um ângulo de visão de 178 graus, embora eu ainda precise descobrir qual o objectivo disso, já que não estamos perante um ecrã touch.

No interior do Huawei Matebook D14

Ainda antes de falar no seu processador e tudo aquilo que faz esta máquina voar, é preciso saber que o Matebook D14 conta com uma bateria de 56Wh, que segundo a Huawei dura até 9 horas e meia de reprodução de vídeo. Nos meus testes não consegui essa valor, provavelmente porque as 9 horas que a Huawei fala é em modo offline. Eu fiz uso deste portátil durante quase 2 semanas, e o melhor que consegui foram 7 horas. Mas foram 7 horas de trabalho, com Wifi sempre ligado. Em termos de carregamento, que tal como já revelei, é feito através da porta USB do Tipo-C, dos 15 aos 100%, levou pouco menos de 1 hora e meia, que a meu ver é muito bom.  No entanto, essa porta USB do Tipo C pode ser usada para ligar outros dispositivos.

Em termos de sistema operativo, o Matebook D14 chega com o Windows 10 Home e é alimentado pelo excelente AMD Ryzen 5 3500U com 8GB de RAM (também existe com o Ryzen 7). Ele vem com uma placa gráfica Radeon Vega 8 e 512GB de armazenamento SSD. Em termos de desempenho, não tive qualquer problema com o mesmo. Tudo aparenta funcionar muito rápido, sem engasgos ou atrasos.

Em relação à câmara, a Huawei como sempre a inovar, e disponibilizou a sua câmara abaixo daquilo que facilmente é confundido como uma tecla do teclado. Apesar de inovador, essa posição afecta o seu ângulo de visão, pois o utilizador terá de olhar para o teclado, se quiser olhar para a câmara. E se tiver a digitar enquanto está por exemplo numa reunião via Microsoft Teams, ou Zoom, os dedos do utilizador ocupam boa parte do ecrã. Alem disso, as cores da câmara de 1MP, com a resolução HD (720p), soam um pouco foscas. No entanto, para um uso normal não precisará de comprar uma câmara diferente, pois esta cumpre muito bem com o seu papel.

 

E já que estamos a falar de reuniões via Teams, ou Zoom, o microfone do Matebook D14 não é brilhante, porque não produz áudio com alta fidelidade, mas cumpre muito bem com o que é exigido.

Veredicto final

No geral, este Huawei Matebook D14 oferece uma excelente relação de custo e benefício. As suas especificações técnicas são muito boas para quem pretende um bom equipamento para uso escolar, ou mesmo profissional, desde que não seja um trabalho exigente a nível gráfico. É um portátil perfeito para os utilizadores que procuram um dispositivo versátil, e leve, mas não estão dispostos a pagar uma pequena fortuna pelo mesmo.

No momento em que me encontro a escrever este artigo, facilmente se encontra este equipamento por valores a rondar os €650, e esse é um excelente preço, tendo em conta o que tem para oferecer.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.