Análise Galaxy Note 10 Plus

Análise Galaxy Note 10 Plus

14 Outubro, 2019 0 Por Joel Pinto

Andamos durante algumas semanas com o novo topo de gama da Samsung, o Galaxy Note 10 Plus, e agora chegou o momento de fazermos a nossa análise, e dar a nossa opinião sobre o mesmo.

Análise Galaxy Note 10 Plus: Design e ecrã

Pode parecer que estamos perante um telefone muito grande, e isso é a pura verdade, estamos mesmo perante um excelente equipamento com acabamento em alumínio e vidro polido. O seu design tem o ADN da Sul Coreana, e olhando para ele facilmente se identifica como sendo um telefone da Samsung.
É realmente uma maravilha de engenharia e com um design que merece ser partilhado vezes sem fim. Mas, por mais impressionante que seja o telefone, devo dizer que ele é realmente tão delicado como aquilo que parece.

O seu design quase totalmente em vidro, tem o seu encanto, mas também tem os pontos negativos, e desde logo a começar pelo facto dele ser muito escorregadio. Com o telefone em cima de uma mesa, em que a mesma vibre (por exemplo com umas colunas de som), o telefone vai "andando" até ao precipício. Depois, a parte traseira do equipamento, que é em Corning Gorilla Glass 6, é uma esponja de impressões digitais. Todo e qualquer toque, fica lá marcado. A verdade é que uma capa resolve esse problema, mas essa mesma capa faz com que a beleza deste equipamento fique escondida.

A sua frente e quase toda ela ecrã. Temos um enorme, e espectacular, painel Dynamic AMOLED de 6,8 polegadas, e é sem dúvida a melhor ecrã de smartphone que existe em termos de qualidade de imagem. É muito brilhante, nítido e vibrante, e os painéis em torno do mesmo são dos mais finos que já vimos em smartphones.
O pequeno recorte da câmara poderá ser do desagrado de muitos, mas a verdade é que ao fim de algumas horas a utilizar o telefone, o mesmo já passa totalmente despercebido. Pessoalmente continuo a preferir um sistema deste género, do que um sistema de câmara retratil, que possui um mecanismo que esconde a câmara frontal. O tempo vai-me dar razão, porque esses mecanismos mais cedo, ou mais tarde, tendem a criar folgas e/ou avariar.

O ecrã do Note 10 Plus é realmente impressionante. Estamos a falar de um ecrã de 60Hz, quando o padrão começou a agora a mudar para os 90Hz, mas ainda assim, o ecrã é o melhor que já utilizei.

Uma das mudanças da Samsung dos telefones da série Galaxy S para o Galaxy Note, foi a passagem do botão power do lado direito, para o lado esquerdo, e a remoção da entrada de fone de ouvido. Tendo em conta que o meu telefone pessoal é um Galaxy S10 Plus, posso-vos afirmar que estou há semanas a tentar ajustar-me para a utilização do botão power à esquerda. Em três semanas ainda não me consegui adaptar isso. Mas os utilizadores que gostem de usar os telefones com a mão esquerda vão adorar esta alteração.

Em relação ao desaparecimento da entrada de 3,5mm para os fones de ouvido, eu consigo viver bem sem ela. Os fones de ouvido sem fio são muito mais convenientes, e em situações de emergência, se precisar de um dongle, temos um na caixa. Mas em 2019, a perda da entrada de fone de ouvido já não é um grande problema, pelo menos para mim.

No próprio ecrã do telefone, também temos um sensor de impressão digital, que não é definitivamente mais rápido, e responsivo, do que o dos telefones da série Galaxy S10. Este é um ponto a ser melhorado pela Samsung.

Análise Galaxy Note 10 Plus: Câmaras

O Galaxy Note 10 Plus conta com 4 sensores fotográficos na parte traseira, e um único sensor, que é suficiente, na parte da frente. É um exagero? Aqueles que considero ser os maiores especialistas a testar as câmaras dos smartphones, o DxOMark, dizem que estamos perante o segundo melhor smartphone de sempre, para fotografia. A minha opinião, como utilizador, é que as fotos são simplesmente lindas.

Análise Galaxy Note 10 Plus

Se na frente temos um sensor de 10 megapixeis com abertura f/2.2, na traseira temos:

  • Lente principal de 12 megapixeis com abertura variável f/ 1.5-2.4 com estabilização de imagem ótica
  • Lente telefoto de 12 megapixeis com abertura f/2.1 e estabilização de imagem óptica
  • Lente ultra grande angular de 16 megapixeis com abertura f/2.2 e sem estabilização óptica
  • Câmara “DepthVision” com resolução VGA, também conhecida como lente “ToF” para digitalização AR e 3D

Na maioria das vezes, as três câmaras do Note 10 + tiram fotos praticamente iguais aquelas que são tiradas pelo Galaxy S10 +. A lente telefoto do Note 10 Plus possui uma abertura ligeiramente melhorada (f/2.1 em vez de f/2.4), o que significa que é um pouco melhor para tirar fotos mais brilhantes em condições de pouca luz. Mas, sinceramente, a diferença na qualidade da imagem parece ser insignificante, e irrelevante, para os utilizadores comuns.

Como tal, o Galaxy Note 10 Plus tira fotos realmente muito boas. Elas ficam bem expostas, respeitáveis ​​o suficiente para serem partilhadas em qualquer rede social, e sem qualquer edição. E quando utilizadas num ecrã grande grande, como num PC, a qualidade mantém-se.

Análise Galaxy Note 10 Plus

Em relação à câmara frontal, os telefones Galaxy sempre tiraram boas selfies, e no Galaxy Note 10 Plus isso não é diferente. Os tons de pele ficam um pouco mais verdes, mas eu gosto de como a câmara e o software tornam as cores mais vivas. No entanto, e tal como em todos os telefones mais recentes da Samsung, não gosto do efeito "beleza" do telefone. Ele aplica um efeito que "limpa a nossa pele" e esconde boa parte das rugas, poros e outros detalhes. Pessoalmente gosto mais de imagens reais e preferia que não houvesse esse filtro, e que mesmo desligando o mesmo, apesar de menor, e efeito mantém-se.

Análise Galaxy Note 10 Plus: Desempenho e Software

Todos os Galaxy Note são conhecidos pelo seu excelente desempenho, e produtividade. Com o Note 10+ isso não é uma excepção.

Com o Exynos 9825, da própria Samsung, e com 12GB de RAM, o mais recente Galaxy Note da Samsung dos telefones Android mais rápidos de 2019. No Geekbench 4, o Note 10+ obteve uma pontuação média de "single core" de 3.477 pontos, enquanto que no multicore obteve 10.950 pontos... Mais uma vez, algo muito próximo do Galaxy S10 +. Na plataforma do Antutu, com o telefone carregado de software, o Note 10 Plus consegue obter mais de 348 mil pontos.

Assim como informei no nossa análise do Galaxy S10 +, o Exynos 9825 é quase tão poderoso A12 da Apple em múltiplos núcleos, mas ainda fica um pouco atrás no requisito de single core. Mas o que isso reflecte no dia a dia? Rigorosamente nada. O Note 10 plus é excepcionalmente poderoso e pode lidar com qualquer aplicação sem sentir a mínima dificuldade. Ou seja, não há nada que possa fazer que faça o telefone vacilar.
A titulo de exemplo, joguei jogos como Fortnite, PUBG Mobile, Asphalt 9: Legends, e o mais recente Call of Dutty Mobile... o resultado? Simplesmente espectacular. Todo o potencial desses jogos é disponibilizado no telefone da Samsung, e melhor experiência do que a obtida, é realmente muito difícil.

Em termos de software, o Galaxy Note 10+ vem com o Android 9.0 Pie com uma personalização própria da Samsung. E tal como afirmei na nossa análise do Galaxy S10 +, o One UI é excelente. É leve, fluída e possui muitas configurações que pode ajustar para personalizar o Android ao seu gosto, incluindo um modo escuro, e que finalmente já conta com um gravador de ecrã.

Como é frequente nesta linha de equipamentos, ele conta com muitos recursos de produtividade. Existem as coisas usuais da linha Note, como o Apps Edge, que permite iniciar aplicações e atalhos directamente de um toque na lateral esquerda ou direita do ecrã, e o Screen-off Memo, que permite escrever notas no ecrã de bloqueio, basta retirar a S Pen, e escrever (não é preciso desbloquear o telefone). Mas também possui várias novidades que podem, ou não, ser úteis, dependendo do seu fluxo de trabalho.

Análise Galaxy Note 10 Plus: Bateria

Com tanto que já escrevi, deve estar a questionar se ele tem energia para isso tudo. A resposta é: tem. Se tiver a utilizar a resolução QuadHD (3040x1440 pixeis), garantidamente os 4.300mAh da bateria deste telefone, vão-lhe durar pelo menos um dia inteiro. Se reduzir a resolução para o padrão FullHD + (2.280 x 1.080 pixeis) e activar recursos de economia de bateria, como brilho adaptável, aumenta a vida útil da bateria para cerca de um dia e meio a dois dias de bateria. A activação do "modo de energia", que restringe os dados de segundo plano, desactiva o AllwaysOn e limita a velocidade da CPU a 70%, aumentando a duração da bateria para facilmente durar dois dias completos.

Dada a velocidade de carregamento do dispositivo, nunca achei ter necessidade de limitar os recursos do telefone. O seu carregador é de 25 watts (incluído na caixa) e carrega a bateria do telefone de 0 a 100% em cerca de 65 minutos... que é algo realmente muito bom.
A Samsung diz que possui um carregador de 45 watts (vendido separadamente) que poderá carregar ainda mais rapidamente o Note 10+, mas não tive a oportunidade de testar isso.

Análise Galaxy Note 10 Plus

Análise Galaxy Note 10 Plus: Veredicto Final

Podia dizer que o Galaxy Note 10 Plus é uma pequena evolução do Galaxy S10 Plus, mas estão desenhados com propósitos diferentes.
Tenho a certeza de que alguns utilizadores mais avançados vão gostar dos dos novos recursos da S Pen, mas não creio que a mesma seja útil para a grande maioria dos utilizadores.

Se precisa de um telefone para trabalhar, então este é um telefone perfeito. Tem tudo o que um Galaxy S10 Plus tem, mas com uma S Pen, um ecrã um pouco maior e de maior qualidade, e acima de tudo muito mais espaço de armazenamento.
Tem o contra de ser muito escorregadio e mais desconfortável de transportar no bolso.

Galaxy One

Quando lancei a análise do Galaxy S10 Plus, informei que tinha sido até então o melhor telefone Android que já tinha utilizado... e agora podia facilmente afirmar que tinha sido o Note 10 Plus. No entanto, e apesar de ser um excelente equipamento, não vejo que as melhorias do Note 10+ "retirem" esse titulo ao S10+. Em algumas partes sim, e em outras nem por isso, como por exemplo, no tamanho do dispositivo, e por consequência na mobilidade. O Note 10+ é realmente um telefone grande que é desconfortável de usar no bolso, e é só por esse motivo que continuo a achar o S10+ o telefone mais adequado.