ANACOM acaba com o tráfego ilimitado em aplicações nos tarifários móveis

ANACOM acaba com o tráfego ilimitado em aplicações nos tarifários móveis

7 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

Não é raro encontrarmos no mercado alguns tarifários móveis que oferecem tráfego ilimitado para algumas aplicações, como redes sociais ou plataformas de streaming. No entanto, a ANACOM, a entidade reguladora das telecomunicações em Portugal “não gosta” dessa situação e colocou um ponto final à mesma.

Como tal, a ANACOM revelou que tarifários como o Moche, da MEO, o WTF, da NOS, e o Yorn, da Vodafone (e são só alguns exemplos) terão que mudar muito em breve, já que descrimina outros tarifários. Como tal, foram dados 90 dias para acabar com a situação.

A decisão surge depois de no passado mês de novembro a entidade reguladora ter aprovado um sentido provável de decisão em que determina aos operadores de telecomunicações a cessação das ofertas zero-rating e similares.

“Esta cessação deve acontecer no prazo de 20 dias úteis após a publicação da decisão desta autoridade, no caso de ofertas disponíveis para novas adesões; e de 90 dias úteis no caso de contratos atualmente em execução”, detalha a ANACOM

ANACOM acaba com as ofertas zero-rating

Os operadores devem enviar ao regulador, no prazo de 90 dias úteis após a data de publicação da decisão final, informação detalhada sobre as alterações efetuadas nas suas respetivas ofertas, bem como a informação que divulgada aos utilizadores finais.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.