AMD confirma que as suas placas gráficas suportarão totalmente o DirectX 12 Ultimate

22 Março, 2020 0 Por Joel Pinto

Ainda há pouco falei aqui no mais recente DirectX 12 Ultimate, algo que foi lançado pela Microsoft para unificar a plataformas da actual geração, sejam elas o PC ou a Xbox Series X. No entanto, e para quem ainda tinha duvidas, a AMD anunciou que a sua futura arquitectura gráfica RDNA 2 "fornecerá suporte completo ao DirectX 12 Ultimate ", que inclui uma variedade de ferramentas visuais para desenvolvedores de jogos. Entre eles está uma actualização da API DirectX Raytracing (DXR), da Microsoft, usada para Ray Tracing em tempo real.

AMD confirma suporte DirectX 12 Ultimate nas suas novas placas gráficas

A AMD apresentou recentemente a sua arquitectura gráfica RDNA com a Navi, o GPU que alimenta a sua série Radeon RX 5000, em desktops e dispositivos móveis. Ela foi desenvolvida com base num processo de fabricação de 7 manómetros, o mesmo nó que a AMD está a utilizar nos seus CPUs Ryzen, de última geração (Zen 2).

Já o RDNA 2 é a próxima iteração do Navi. Normalmente, as novas arquitecturas de GPU oferecem desempenho mais rápido e melhor eficiência de energia do que as substituídas, e todos esperam que esse seja o caso da RDNA 2. Além disso, o RDNA 2 apresentará suporte baseado em hardware para Ray Tracing em tempo real. De momento, apenas as placas GeForce RTX e GPUs da Nvidia oferecem hardware dedicado para lidar com recursos visuais Ray Tracing (tecnicamente, algumas das placas GeForce GTX da Nvidia também o suportam, mas é totalmente baseado em software e inutilizável na maioria dos jogos).

O RDNA 2 é o que sustentará os núcleos gráficos personalizados nas consolas Xbox Series X, da Microsoft, e da PlayStation 5, da Sony. Então, a AMD já confirmou que lançará uma solução gráfica RDNA 2 para os PCs ainda este ano, mas ainda não anunciou uma data de lançamento, ou forneceu especificações detalhadas.

DirectX 12 Ultimate

No lado do software, o DirectX 12 Ultimate é a mais nova interface de programação de aplicações (API) da Microsoft, desenvolvida em conjunto com a AMD e a Nvidia. É isso que permite que os desenvolvedores comuniquem com o seu hardware. O DX12 Ultimate não é uma reformulação do DirectX, mas sim uma colecção de ferramentas, e tecnologias, actualizadas, e a próxima versão do DirectX Raytracing é uma delas.

"O DXR adiciona um novo nível de realismo gráfico aos videojogos anteriormente disponíveis apenas em filmes, e a AMD colaborou com a Microsoft no design do DXR 1.1, uma actualização do DXR que pode oferecer melhor eficiência e desempenho em muitos efeitos de Ray Tracing", afirma a AMD.

Parte do objectivo da Microsoft com o DX12 Ultimate é unificar as experiências em todo o PC e na Xbox Series X. A Microsoft também está a tentar disponibilizar o hardware gráfico à prova de futuro, tanto quanto possível, pelo menos no que diz respeito aos recursos suportados. Se comprar uma placa gráfica com o selo DX12 Ultimate, isso indica que ela tem suporte para todas as tecnologias gráficas que serão relevantes nos próximos anos.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.