África Minha chegou hoje à Netflix

16 Maio, 2019 0 Por Joel Pinto

De 1913 a 1931, a dinamarquesa Karen Blixen (1885-1962) viveu na África britânica de leste, actual Quénia, onde dirigiu uma vasta plantação de café - uma experiência que acabou por deixar por escrito sob o pseudónimo de Isak Dinesen.

O realizador Sydney Pollack ("Tootsie - Quando Ele Era Ela", "As Brancas Montanhas da Morte") assina este drama biográfico, com argumento adaptado por Kurt Luedtke, que conta com a excelente interpretação de Meryl Streep no papel da jovem aristocrata. Inicialmente, Karen parte para África para casar com um primo, o barão sueco Bror von Blixen-Finecke (Klaus-Maria Brandauer). Mas o relacionamento de ambos destaca-se mais pela amizade do que pela paixão e Karen suporta com submissão os namoriscos do marido até que é infectada com sífilis.

O extraordinário filme chegou hoje à plataforma da Netflix

Africa Minha - África Minha chegou hoje à NetflixO acontecimento determina a ruptura e Karen fica sozinha a explorar a plantação, acabando por descobrir o amor com um aventureiro caçador inglês, Denys Finch Hatton (Robert Redford). Inteiramente rodado no local, "África Minha" destaca-se pelas assombrosas paisagens (que muito tiveram a ganhar com o trabalho de fotografia de David Watkin, digno de uma National Geographic) e pelo retrato de um continente colonizado de início do século XX através dos olhos da escritora que vê a sua própria África.

Este filme foi vencedor de sete Óscares (melhor filme, realizador, argumento adaptado, direcção artística, fotografia, som e banda sonora original) entre onze nomeações (as restantes foram de melhor actriz, actor secundário para Klaus Maria Brandauer, melhor guarda-roupa e melhor montagem).

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.