Activision bane meio milhão de jogadores “tóxicos” do Call of Duty e do Warzone

Activision bane meio milhão de jogadores “tóxicos” do Call of Duty e do Warzone

14 Setembro, 2022 0 Por Joel Pinto

A Activision revelou o Ricochet, o seu próprio sistema anti-cheat para o Warzone, no final de 2021. Apesar das inúmeras tentativas de desenvolver, e melhorar o mesmo, os relatos de cheating estão a aumentar de dia para dia, e já se teme o pior para o Warzone 2.

Como tal, é natural que os jogadores do Warzone questionem a eficácia do Ricochet, até mesmo fazendo com que alguns jogadores abandonassem o jogo em favor de outros Battle Royale. Agora, pela primeira vez, a Activision revelou os dados sobre o seu sistema anti-cheat.

Alem disso, os programadores também anunciaram um novo Código de Conduta para o Call of Duty. Todos os jogadores devem lê-lo antes de entrar na versão Beta do Modern Warfare 2.

Mas o dado mais importante, parece ser o facto da Activision ter anunciado que já baniu mais de 500.000 contas do Call of Duty e forçou 300.000 a mudar o seu nick. Os programadores dizem que:

“Desde a nossa última atualização da comunidade Call of Duty, as nossas equipas de fiscalização e antitoxicidade continuaram a progredir, incluindo a limpeza da nossa base de dados global de jogadores para remover utilizadores tóxicos”.

Activision

Activision continua a melhorar o Ricochet

Um novo Código de Conduta também foi revelado pela Activision. Aqui estão os três principais valores que os programadores partilharam.

  • Trate todos com respeito: A Activision não tolera qualquer tipo de bullying ou assédio.
  • Competir com integridade: Cheating é completamente proibido
  • Fique atento: Reporte toda a qualquer situação que não lhe parece normal

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook e do Instagram? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.